Governo exonera Iolene Lima da Secretaria de Educação Básica do MEC

:: Educação :: AgBrasil | Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil em 01/04/2019 14:07 ::

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, exonerou a diretora de Capacitação Técnica, Pedagógica e de Gestão de Profissionais da Educação da Secretaria de Educação Básica, Iolene Lima. A demissão está publicada hoje (1º) no Diário Oficial da União (DOU).

No último dia 13, ministro da Educação, Ricardo Vélez, havia anunciado, pelo Twitter, que Iolene seria a nova secretária executiva do Ministério da Educação (MEC), em substituição a Luís Antônio Tozi.
Continue lendo “Governo exonera Iolene Lima da Secretaria de Educação Básica do MEC”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Workshop propõe ações para desenvolvimento sustentável

:: UFJF em 01/04/2019 13:41 ::

Um jogo de tabuleiro em tamanho real, no qual cada participante deverá propor ideias de desenvolvimento sustentável. Essa é a proposta do Workshop “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e mudança comportamental: Movendo-se para a ação”, coordenado pelo professor da Faculdade de Economia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Lourival Batista de Oliveira Júnior.

O encontro visa abordar o desafio de implementar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), dentro da Agenda 2030.
Continue lendo “Workshop propõe ações para desenvolvimento sustentável”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

‘Abaporu’ volta a SP para exposição de Tarsila do Amaral no Masp

:: Tribuna de Minas | Cultura em 01/04/2019 13:32 ::

“Abaporu” ficará em São Paulo até o dia 23 de junho (Foto: Reprodução)

“Abaporu”, o mais famoso e valioso quadro de Tarsila do Amaral (1886-1973), volta a São Paulo, dessa vez emprestado para a exposição “Tarsila Popular”, que será aberta ao público na próxima sexta-feira (5), no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

A obra, que pertence ao Malba (Museu de Arte Latino-Americano de Buenos Aires), esteve na capital paulista pela última vez em 2008, durante uma mostra especial da Pinacoteca.

Com curadoria de Adriano Pedrosa e Fernando Oliva, “Tarsila Popular” reunirá cerca de 120 trabalhos da artista, que teve importância central no movimento modernista brasileiro enquanto uma das responsáveis pela Semana de Arte Moderna de 1922.

A exposição faz parte do ciclo “Histórias das mulheres, histórias feministas”, eixo temático do Masp em 2019, que, além de exposições, trará, ao longo do ano, filmes, workshops e palestras.

Nesse contexto, no mesmo dia 5, o museu abre mostra sobre Lina Bo Bardi, arquiteta ítalo-brasileira que projetou, entre outros, o edifício da instituição. Além de “Abaporu”, estarão expostos outros quadros marcantes da carreira de Tarsila, como “A Cuca”, “Operários” e “Manacá”.

Recentemente, “A lua”, outro quadro de Tarsila do Amaral, foi adquirido pelo MoMA, museu de Nova York.

Exposição “Tarsila Popular”

Masp: Avenida Paulista, 1578

Horários: quartas-feiras a domingos, das 10h às 17h30; terças-feiras, das 10h às 19h30.

Quando: de 5 de abril a 23 de junho de 2019

Ingressos: R$40; a meia-entrada, R$ 20.
Continue lendo “‘Abaporu’ volta a SP para exposição de Tarsila do Amaral no Masp”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Ônibus é assaltado em Humaitá, e um suspeito é detido

:: Tribuna de Minas | Cidade em 01/04/2019 13:32 ::

Cerca de R$ 70 foram roubados na noite deste domingo (31) em assalto a um ônibus coletivo, na Avenida Sebastião Carlos de Rezende, Bairro Humaitá. Conforme informações da Polícia Militar (PM), um jovem de 19 anos teria embarcado no veículo e, após um tempo, abordado o motorista e o cobrador, simulando estar armado para tomar o dinheiro do caixa do coletivo. O cobrador identificou o suspeito em fotos de autores contumazes no bairro. Após buscas, a PM prendeu o homem na manhã desta segunda-feira (1º de abril).

O post Ônibus é assaltado em Humaitá, e um suspeito é detido apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Mulher é apreendida com 150 pedras de crack

:: Tribuna de Minas | Cidade em 01/04/2019 13:32 ::

A Polícia Militar (PM) apreendeu 150 pedras de crack com uma mulher, 29 anos, na Praça Senador Teotônio Vilela, no Bairro Vitorino Braga, na noite de domingo (31). Conforme o registro policial, após denúncia, os militares compareceram ao local, já conhecido no meio como ponto de tráfico de drogas, e encontraram a suspeita com uma sacola de plástico contendo as substâncias. Além das pedras de crack, foram confiscados R$ 258 e um aparelho celular. Ainda segundo informações da PM, a mulher teria afirmado que dinheiro, telefone e entorpecentes pertenceriam a outra pessoa, cujo nome recusou a informar. A suspeita foi presa por tráfico de drogas e encaminhada à delegacia em Santa Terezinha.

O post Mulher é apreendida com 150 pedras de crack apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

“Lógica de usar torturadores da ditadura no crime foi usada nas milícias”

:: El Pais | Felipe Betim em 01/04/2019 13:32 ::

Trajetória similar tiveram outros vários agentes públicos da ditadura militar brasileira (1964-1985). Como o capitão do Exército Aílton Guimarães Jorge, o coronel do Exército Paulo Malhães, o policial civil Luiz Cláudio de Azeredo Vianna ou o delegado Mauro Fernando de Magalhães, alguns dos personagens do livro Os porões da contravenção (Record, 2015), dos jornalistas Aloy Jupiara e Chico Otavio. Todos eles foram escalados pelo regime militar nos anos de chumbo — sobretudo após o Ato Institucional número 5 (AI-5), de 1968 — e treinados para perseguir, torturar e matar opositores de esquerda.
Continue lendo ““Lógica de usar torturadores da ditadura no crime foi usada nas milícias””

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Morre Rafael Sánchez Ferlosio, mestre singular das letras espanholas, aos 91 anos

:: El Pais | José Andrés Rojo em 01/04/2019 13:32 ::

Rafael Sánchez Ferlosio morreu em Madri aos 91 anos. Pouco disposto a falar de si mesmo e de sua obra, intitulou La Forja de un Plumífero (a forja da pena do escritor, em tradução livre) aquele que talvez seja o seu único texto autobiográfico. Aí está resumida toda a sua história. “Plumífero: pessoa que tem por ofício escrever.” Não fez outra coisa, e o resultado dificilmente encontra parâmetro na literatura escrita em espanhol no século passado.
Continue lendo “Morre Rafael Sánchez Ferlosio, mestre singular das letras espanholas, aos 91 anos”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais