Audiência avalia impacto da reforma da Previdência na aposentadoria de professores

A Frente Parlamentar em Defesa da Escola Pública discute nesta tarde as mudanças sugeridas pela reforma da Previdência (PEC 6/19) para a aposentadoria dos profissionais da educação. De acordo com o texto do Executivo, os servidores públicos de ambos os sexos terão de contribuir por pelo menos 25 anos, além (…)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Monsanto é condenada nos EUA a pagar dois bilhões de dólares a casal com câncer

Carregando imagem...

A Bayer sofre uma bilionária derrota judicial. Um júri condenou nesta segunda-feira, 13, a Monsanto, adquirida em 2018 pela empresa alemã, a pagar 2,055 bilhões de dólares (8,2 bilhões de reais) a um casal que teria contraído câncer por utilizar o herbicida Roundup. O veredicto do júri do norte da Califórnia considera que o conglomerado agroquímico não alertou adequadamente sobre os perigos de seu produto, que acumula mais de 13.000 ações judiciais pelo mesmo motivo. Esta é a terceira batalha legal perdida pela empresa, e de longe a mais cara. A condenação ocorre num momento em que os acionistas do gigante farmacêutico se negaram a apoiar a gestão da Bayer no último ano, e isso causa uma queda das ações no mercado.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Faculdade de Arquitetura debate acessibilidade municipal

Carregando imagem...

Evento promoveu debate sobre acessibilidade (Foto: Alice Coêlho)

Com o objetivo de repensar os ambientes de Juiz de Fora, promover discussão sobre a relação entre população e ambientes construídos e oferecer melhor formação aos estudantes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o Grupo de Estudos sobre o Indivíduo Idoso (ID) promoveu a mesa-redonda ‘Acessibilidade em Juiz de Fora’. A ação aconteceu nessa segunda-feira, 13, no Galpão da Arquitetura.

‘Há 500 milhões de pessoas com deficiência no mundo. No Brasil somos 24,5 milhões e representamos 14,5% da população’, aponta a ex-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMPDP), Maria Valéria de Andrade. Em sua fala, a ex-presidente destacou as dificuldades e inseguranças das pessoas com deficiência e apresentou vídeos mostrando as próprias experiências de locomoção.
Continue lendo “Faculdade de Arquitetura debate acessibilidade municipal”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Corpo de taxista é retirado do Rio Paraibuna

Na manhã desta terça-feira (14), os Bombeiros encontraram o corpo de um homem no Rio Paraibuna, na Avenida Brasil, próximo a ponte da Rua Carlos Oto. Após receberem um chamado na noite desta segunda-feira (13), a corporação iniciou buscas por vestígios nas margens do Rio, tendo parado à meia-noite e retomado nesta madrugada. O corpo de Gilmar Scarato, 60 anos, foi localizado por volta de 6h45 e retirado do leito pouco antes das 9h. De acordo com o Sargento Diogo Henrique Fernandes, do Corpo de Bombeiros, a hipótese é que a vítima tenha saído de um posto e ficado na beirada do rio. Ele teria se desequilibrado e não conseguindo retornar, se afogando. Ainda conforme os bombeiros, o corpo não tinha marcas de violência.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Raio x da economia brasileira: porque somos pobres

Países ricos se especializam na produção de bens tradables e serviços sofisticados high-tech com enormes economias de escala e escopo na produção. Aqui claramente o Brasil fica para trás,com honrosas exceções como Embraer, WEG, metal leve. O grande contingente de empregos no Brasil está em serviços não escaláveis de baixa produtividade. Países com população gigantesca […]

O post Raio x da economia brasileira: porque somos pobres apareceu primeiro em Paulo Gala/ Economia & Finanças.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A economia é uma floresta: as partes e o todo

A floresta tem vida própria. Tem estruturas que foram sendo construídas durante décadas! Não é fácil mudar do dia para a noite. Existem milhares de animais. Uns vivem na cúpula das árvores, outros vivem nos rios e lagos; alguns na parte mais rasteira. As plantas são infinitas. Árvores muita altas, grandes copas que protegem outros […]

O post A economia é uma floresta: as partes e o todo apareceu primeiro em Paulo Gala/ Economia & Finanças.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais