Cinco pessoas são atingidas por caminhão na Itamar Franco

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 20/02/2020 às 22:30 h

Carregando imagem...

Caminhão subiu na calçada, parando entre poste de iluminação e muro (Foto: Iuri Fontana)

Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas em um acidente envolvendo um caminhão na descida da Avenida Itamar Franco, na altura do Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, na noite desta quinta-feira (20). As vítimas estariam próximo a um ponto de ônibus. O veículo desgovernado subiu na calçada e só parou ao ficar preso entre um poste de iluminação pública e um muro. Um carro de passeio também teria sido atingido.

Segundo informações iniciais do Samu, duas pessoas, de 32 e 46 anos, foram socorridas e encaminhadas ao HMTJ. Uma jovem de 21 anos foi levada ao HPS, e uma mulher de 24 para o Hospital Monte Sinai. Uma quinta vítima teria sofrido fratura exposta e foi conduzida por meios próprios a uma unidade hospitalar não informada.

Em função do impacto, o equipamento de iluminação ficou tombado sobre a via, assim como parte da fiação, fechando as duas pistas sentido Centro.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

UFJF cria acesso provisório para desafogar trânsito durante recapeamento

Fonte: Tribuna de Minas | Juliana Netto em 20/02/2020 às 21:30 h

Com o objetivo de desafogar o trânsito durante o período do recapeamento asfáltico do anel viário, obras iniciadas nesta semana, a UFJF irá abrir uma passagem provisória de acesso ao campus. O acesso liga o estacionamento do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt), à Rua Umberto Nery, no Bairro Aeroporto, e possibilita caminho facilitado à região de São Pedro, Avenida Itamar Franco e Zona Sul de Juiz de Fora. O trajeto começa a ser utilizado a partir da próxima sexta-feira (28).

Conforme apontou a UFJF, o acesso não representa custos adicionais para a universidade, pois será preciso apenas abrir um cercado, na região localizada no final do estacionamento do Critt e próxima das faculdades de Arquitetura e Urbanismo, Engenharias, Instituto de Artes e Design (IAD) e do Centro de Educação a Distância.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Polícia investiga ostentação de armas em vídeo que circula nas redes sociais

Fonte: Tribuna de Minas | Vívia Lima em 20/02/2020 às 21:30 h

A Polícia Civil de Juiz de Fora irá investigar quem são as pessoas que aparecem em um vídeo ostentando armas. Pelas imagens, que estão circulando em grupos de Whatsapp e no Facebook, é possível ver duas armas, sendo uma longa e outra do tipo pistola. Os armamentos são segurados, aparentemente, por uma pessoa, enquanto outra faz a filmagem. É possível ouvir referências ao Comando Vermelho (CV), uma das maiores facções criminosas do Brasil que tem forte atuação no estado do Rio de Janeiro, e os suspeitos dizendo ‘vai vermelhar JF também’.

Em seguida falam sobre o Beco do Esqueleto, local que seria conhecido no Bairro Linhares, na região Leste de Juiz de Fora. Diante das imagens, a Polícia Civil afirmou, em nota, que o fato foi encaminhado para a 5ª Delegacia e será apurado pelo delegado Márcio Savino Lopes.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Trabalhadores em educação de Minas seguem em greve

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 20/02/2020 às 20:00 h

Carregando imagem...

Em greve desde 11 de fevereiro, os trabalhadores em educação do Estado de Minas Gerais deliberaram por unanimidade, nesta quinta-feira (20), em assembleia, em Belo Horizonte, a manutenção da mobilização da categoria por tempo indeterminado mesmo após a aprovação, em plenário, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), de reajuste salarial para todo o funcionalismo público. A ausência de negociações com o Governo Romeu Zema (Novo) acerca de reivindicações, como a valorização salarial, o pagamento integral do 13º salário e o cumprimento do piso salarial da classe – conforme as leis estadual 21.710/2015 e federal 11.738/2008 -, somada à promessa de veto à emenda que estende a recomposição salarial para todas as carreiras do Estado levaram a educação a manter o movimento grevista.

Nova assembleia está agendada para 5 de março, na Cidade Administrativa, onde devem acontecer negociações entre a categoria e o Governo estadual (Foto: Studium/Sind-UTE/MG)

De acordo com a coordenadora-geral do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), Denise de Paula Romano, havia uma reunião marcada com representantes do Executivo para esta quinta.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Mulher é encontrada morta dentro de apartamento na Cidade Alta

Fonte: Tribuna de Minas | Vívia Lima em 20/02/2020 às 19:30 h

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher investiga a morte de uma diarista de 49 anos. Seu corpo foi encontrado na tarde desta quinta-feira (20), dentro do apartamento em que ela morava, no Bairro Novo Horizonte, na Cidade Alta, em avançado estado de decomposição. Ela foi localizada depois que seu filho seguiu até o imóvel, localizado na Rua das Rosas, e percebeu o forte odor, além da presença de moscas.

Segundo consta no Registro de Eventos e Defesa Social (Reds), desde o último dia 16, o jovem, 20, não sabia sobre o paradeiro de sua mãe, e, em virtude do sumiço dela, registrou um boletim de ocorrência. Quatro dias depois, o familiar esteve no local e, por uma fresta da porta, avistou um corpo caído ao lado da cama, acreditando ser de sua mãe. Ele tentou forçar a porta, no entanto, não conseguiu abri-la.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Zema é pressionado pelo Novo a vetar reajustes ao funcionalismo

Fonte: Tribuna de Minas | Gabriel Ferreira Borges em 20/02/2020 às 19:30 h

Carregando imagem...

Em nota pública, a direção nacional do Partido Novo defendeu, na quarta-feira (19), o veto do governador Romeu Zema (Novo) à recomposição salarial de todas as carreiras do funcionalismo público de Minas Gerais em razão da situação fiscal do Estado. O posicionamento do partido ratifica o racha evidenciado pelos parlamentares correligionários de Zema ainda ao longo da tramitação do Projeto de Lei 1.451/2020 na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Dos três deputados estaduais do Novo, Bartô e Guilherme da Cunha rejeitaram, em plenário, nos dois turnos, o reajuste salarial de 41,7% costurado entre o Governo e a segurança pública ao longo do último ano. Apenas Laura Serrano manteve-se fiel ao entendimento da base governista. Pressionado de um lado pelo funcionalismo e, de outro, pela própria legenda, Zema tem 15 dias para sancionar ou vetar a proposição, que beneficia a segurança pública, e a emenda que estende a recomposição a todas as demais categorias, ambas recebidas nesta quinta (20).

Mesmo após a manifestação do Novo, o governador Romeu Zema (Novo) reiterou que o Executivo tem compromisso com o reajuste salarial da segurança pública (Foto: Fernando Priamo/Arquivo TM)

A manifestação do Novo externou a discordância de sua direção nacional inclusive com o reajuste negociado diretamente entre o Executivo e a segurança pública.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais