A dilacerante situação de Bergamo, a cidade italiana que não tem como cremar seus mortos

Fonte: Brasil & Mundo – El Pais | Lorena Pacho em 19/03/2020 às 23:00 h

Carregando imagem...

As imagens que chegam de Bérgamo, a província mais afetada pelo coronavírus, são devastadoras. Na noite de quarta-feira, uma longa procissão de caminhões blindados do Exército tirou da cidade setenta caixões que se acumulavam no cemitério local, completamente sobrecarregado pela emergência. São tantos os mortos em apenas uma semana que as funerárias não dão conta e os caixões se acumulam nos cemitérios e nas igrejas, onde nenhum tipo de cerimônia pode ser oficiada, tampouco os funerais.

Seguir leyendo

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais