Estudo propõe estratégias para aumento da eficiência de antibióticos contra bactérias multirresistentes

Fonte: UFJF em 10/12/2019 às 14:30 h

Carregando imagem...

Thiago conquistou o título de doutor no Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Bioquímica e Biologia Molecular. (Foto: Gabriella Ramos)

A busca pelo aumento da eficiência de antibióticos no combate a bactérias multirresistentes embasou a pesquisa do farmacêutico Thiago Mourão de Miranda, aluno do Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Bioquímica e Biologia Molecular (PMBqBM). Thiago foi aprovado na sexta, 6, e conquistou a titulação na primeira defesa de doutorado do campus Governador Valadares da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF-GV).

Banca examinadora da defesa. (Foto: Gabriella Ramos)

Denominado ‘Composições nanoestruturadas de Cloreto de Cetilpiridínio com β-Ciclodextrina: Síntese, caracterização físico-química e avaliação da interação com Staphylococcus aureus’, o estudo abordou formas de solucionar um problema recorrente, que eleva o percentual de mortalidade em todo o mundo.

Segundo o autor, é crescente o número de bactérias multirresistentes, microrganismos que resistem à ação de todos os antibióticos disponíveis no mercado. ‘Havendo grandes dificuldades para a descoberta de novos medicamentos, seja pela falta de recursos financeiros nas instituições de pesquisa, como também pelas inúmeras barreiras para registro e liberação de novos medicamentos, uma alternativa é promover melhorias nos fármacos já existentes’, explicou Thiago.

Defesa representa avanço do campus GV. (Foto: Gabriella Ramos)

Com orientação do professor do Departamento de Farmácia, Ângelo Denadai, o doutorando propôs melhorias em um antimicrobiano, a partir da demonstração de novos mecanismos de interação com a membrana bacteriana, o que acarretou aumento da eficiência. De acordo com Thiago, ‘haverá uma tentativa de depósito de patente com os resultados deste estudo junto a outros realizados pelo grupo de pesquisa, para, quem sabe, viabilizar uma negociação para posterior industrialização’. A equipe conquistou, também neste ano, a publicação do estudo em forma de artigo no Journal of Molecular Structure. Clique aqui e acesse o conteúdo.

Para o orientador da pesquisa, a defesa reapresenta um marco histórico para o Campus Governador Valadares, ‘que passa a cumprir também com a função de formar alunos pós-graduação na modalidade de doutorado, até então inédita no campus. Esta é a primeira de inúmeras defesas, que certamente contribuirão para a projeção de profissionais com alto nível de capacitação para o mercado de trabalho’, acrescentou Ângelo.

Satisfeito com a ‘realização de um sonho’, Thiago contou que a vontade de desenvolver o projeto começou no início dos anos 2000, na Universidade Federal de Ouro Preto. ‘Um sonho que se inciou ainda na graduação, período em que trabalhei como bolsista de iniciação científica na UFOP e tive grande contato com o ambiente de pesquisa. É a sensação de dever cumprido por concluir com êxito mais um ciclo em minha vida acadêmica e profissional, um projeto que foi cuidadosamente planejado. A experiência e os conhecimentos adquiridos durante o doutorado serão de grande valia para minha vida profissional, seja como bioquímico do Instituto Carlos Chagas, onde terei condições de aplicá-los, seja na área acadêmica no desenvolvimento de novos projetos’, finalizou.

Primeira defesa de doutorado do Campus GV

A tese de doutorado realizada e concluída no campus Governador Valadares da UFJF representa mais um avanço para a Instituição. De acordo com o coordenador acadêmico do campus, ‘avançamos academicamente a passos largos, mesmo com todas as dificuldades estruturais que ainda apresentamos’, declarou Fábio Pieri, que compartilha o mérito da conquista com todo o corpo docente, discente e técnico-administrativo da UFJF-GV.

‘Os recursos humanos são nosso maior trunfo no desafio de, mesmo com apenas sete anos de funcionamento, formarmos graduados com excelente qualidade’, destacou o professor. Atualmente, são oferecidos seis cursos de pós-graduação em GV. Em 2018, o campus formou a primeira turma de mestres no PMBqBM, e, em 2019, a primeira turma de mestrado profissional no ProfBio. ‘Nossos avanços são rápidos e com extrema qualidade. A coordenação acadêmica do Campus GV parabeniza o doutor Thiago Mourão e seu orientador o Prof. Ângelo Denadai por esta conquista, e deseja sucesso em sua vida acadêmica’, finalizou.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais