Aeronave de pequeno porte sai da pista durante pouso no Serrinha

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 31/12/2019 às 18:30 h

Carregando imagem...

Aeronave foi parar na vegetação do entorno da pista; tripulantes não se feriram (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Uma aeronave de pequeno porte, de prefixo PT-ZAC, acidentou-se na tarde desta terça-feira (31) no Aeroporto Municipal Francisco Álvares de Assis, o Serrinha. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, duas pessoas tripulavam a aeronave, mas não se feriram.

Ainda conforme as informações da corporação, o piloto teria enfrentado um problema em um dos freios durante a aterrissagem. Ele, no entanto, ainda conseguiu estabilizar o pouso, impedindo que a asa tocasse o chão. O avião de pequeno porte saiu da pista e foi parar na vegetação do entorno.

Após estabilização da aeronave, que continha aproximadamente 60 litros de combustível, os militares acionaram o Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que investigará o caso.

Os tripulantes recuram atendimento médico.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Lama e bens

Fonte: Tribuna de Minas | Leandro Mazzini em 31/12/2019 às 13:00 h

O Governo Federal publicou no Diário Oficial da União na segunda-feira, no apagar das luzes de 2019, uma Medida Provisória no mínimo curiosa e questionável sobre situações de calamidade pública com ‘impacto significativo no meio ambiente’. Altera o Parágrafo 2º do art. 50 da lei complementar nº 101 que trata de dação em pagamento. Em suma, autoriza que, em caso de calamidade pública reconhecida pela União, o crédito inscrito em dívida ativa pode ser abatido ou quitado por doação de bens imóveis da pessoa física ou empresa que esteja diretamente ligado (a) ao fatídico. Caberá ao Governo a avaliação do valor através da equipe técnica do Instituto de Patrimônio Histórico e Cultural, o Iphan.

Riscos

À boca pequena e entre portas, o Decreto já é apelidado de ‘MP da Vale’.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Cantor sertanejo morre após sofrer parada cardíaca durante show

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 31/12/2019 às 13:00 h

Carregando imagem...

Artista fazia show em Uniflor, no interior do Paraná (Foto: Reprodução)

O cantor sertanejo Juliano Cezar morreu na madrugada desta terça-feira (31) após sofrer uma parada cardíaca durante um show na cidade de Uniflor, no interior do Paraná. De acordo com a assessoria de imprensa do artista, o velório será realizado na cidade de Passos, em Minas Gerais, onde o cantor nasceu. Os horários do velório e do sepultamento ainda não foram divulgados

Com mais de trinta anos de carreira, Juliano Cezar ficou conhecido no cenário musical com a canção ‘Não Aprendi Dizer Adeus’, que rendeu ao cantor o Prêmio Sharp. O artista também foi indicado ao Grammy Latino como melhor álbum romântico.

No Instagram, o cantor sertanejo Sorocaba lamentou a morte de Juliano Cezar: ‘descanse em paz Cowboy.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Quenianos vencem São Silvestre; Amanda Oliveira é 15º

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 31/12/2019 às 12:30 h

Carregando imagem...

Queniano Kibiwott Kandie superou ugandense no metro final da prova (Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas)

A São Silvestre de 2019 teve uma das chegadas mais emocionantes da história na prova masculina, definida na passada final, a centímetros da linha de chegada. O queniano Kibiwott Kandie iniciou uma arrancada nos metros finais e superou Jacob Kiplimo, de Uganda, que dominava até os instantes finais da Avenida Paulista.

O corredor de número 71 apertou o passo e ultrapassou o concorrente no metro final, pisando no tapete de chegada na frente, com o tempo de 42min59s, deixando Kiplimo para trás. Além da vitória, Kandie superou o recorde da prova, que era de Paul Tergat, desde 1995, de 43min12s.

Entre as mulheres, vitória da também queniana Brigid Kosgei. A atleta de 25 anos disparou desde o início e manteve distância segura das demais competidoras, com cerca de até 200 metros de frente, completando os 15km da disputa em 48min54, apenas alguns segundos acima do recorde da prova.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Taxista é assaltado por trio durante corrida na Zona Sul

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 31/12/2019 às 11:00 h

Um taxista de 60 anos foi assaltado por três homens no final da noite de segunda-feira (30) na Rua Haroldo Furtado Vital, no Bairro Previdenciários, Zona Sul de Juiz de Fora. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima relatou que o assalto ocorreu pouco antes da meia-noite, e que os assaltantes levaram R$ 120.

Ainda segundo a PM, o profissional estava no ponto de táxi da Rua Torreões, no Santa Luzia, próximo à esquina com a Avenida Ibitiguaia, quando os três homens pediram uma corrida até o Previdenciários – um deles sentou no banco do carona, os outros no banco de trás. Ao chegar ao bairro, ele foi atacado por um dos assaltantes que estava no banco de trás, que lhe deu uma gravata. Ele ainda tentou reagir, mas os outros dois criminosos o ameaçaram com o que ele acreditou ser um revólver e uma faca.

O assaltante que estava no banco da frente pegou o dinheiro que estava no bolso da camisa da vítima, e o trio fugiu em direção a um matagal que dá acesso à Rua Aírton Ribeiro.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais