Campanhas para eleição de conselhos tutelares serão iniciadas nesta quinta

Fonte: Tribuna de Minas | Gabriel Ferreira Borges em 20/11/2019 às 21:30 h

Carregando imagem...

Os 44 candidatos habilitados a pleitear uma vaga nos conselhos tutelares de Juiz de Fora estão autorizados a iniciar as campanhas eleitorais a partir desta quinta-feira (21). A Comissão Organizadora do Processo de Escolha dos Membros dos Conselhos Tutelares, a Promotoria de Justiça Cível da Infância e da Juventude e os candidatos reuniram-se, nesta quarta (20), para orientações gerais a respeito da campanha eleitoral para o quadriênio 2020-2024. Como a Tribuna adiantou em outubro, a eleição será realizada em 8 de dezembro, das 8h às 17h, na sede do Sport Club de Juiz de Fora (Avenida Barão do Rio Branco 1303, Centro). Inicialmente agendado para 8 de outubro, o pleito fora adiado em razão da ausência de número mínimo de candidatos habilitados às cinco vagas titulares, mais cinco reservas, de cada conselho.

Em reunião nesta quarta-feira (20), comissão organizadora deu conhecimento formal aos candidatos das regras da campanha eleitoral (Foto: Divulgação/Prefeitura de Juiz de Fora)

‘Adiamos porque reabrimos o processo a partir da segunda etapa, isto é, na prova de conhecimento específico.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Campanha discute visibilidade de negros na Universidade

Fonte: UFJF em 20/11/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Ideia foi executada pela aluna de Odontologia Grazielle Oliveira

No mês da Consciência Negra, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) lança em seus banners uma campanha para discutir visibilidade e representatividade da população negra no ensino superior. Estudantes de diversos cursos da instituição se reuniram em fotos que, além de alertar para o fato de que a questão do acesso e permanência de negros não deve ser discutida apenas em datas temáticas. A partir do slogan ‘Não é só em novembro’, a ação também busca avaliar os 15 anos da implantação das cotas na UFJF.

A iniciativa foi motivada pela estudante de Odontologia, Grazielle Cristhina Oliveira, que reuniu colegas negros de seu curso e idealizou a foto, que simboliza ao mesmo tempo representatividade e resistência.
Continue lendo “Campanha discute visibilidade de negros na Universidade”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Presos mandaram matar da cadeia, diz polícia

Fonte: Tribuna de Minas | Sandra Zanella em 20/11/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Dois supostos mandantes foram ouvidos, nesta quarta-feira, na 1ª Delegacia Regional, em Santa Terezinha (Foto: Sandra Zanella)

Investigações da Polícia Civil revelam que dois homicídios, praticados nos dias 19 e 20 de setembro, tiveram como mandantes detentos do sistema prisional de Juiz de Fora. Além de as ordens para matar terem partido da cadeia, os dois casos tiveram participação de adolescentes envolvidos em duas ocorrências de repercussão recentes: o assassinato de um funcionário dentro de um supermercado de Benfica, Zona Norte, e a tentativa de latrocínio contra um motorista de aplicativo no Santos Anjos, Zona Sudeste. Outro ponto em comum entre os dois crimes, ocorridos há dois meses e elucidados pela Delegacia Especializada de Homicídios, é o fato de um mesmo jovem, de 22 anos, ser suspeito de ter dado fuga ao atirador em uma das mortes e ter servido como isca para atrair a outra vítima.

Apesar das coincidências, os dois assassinatos não têm relação entre si.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Kennedy Alencar: É irresponsável Bolsonaro falar que desmatamento é cultural e inevitável

Fonte: Kennedy Alencar | Kennedy Alencar em 20/11/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Ao dizer que o desmatamento é cultural, o presidente Jair Bolsonaro mantém a linha de incentivo à devastação mesmo após o resultado desastroso divulgado anteontem pelo próprio governo federal. O Prodes mostrou crescimento de 29,5% no período de agosto de 2018 a julho de 2019 na comparação com o ano anterior.

Segundo o presidente, não será possível acabar com o desmatamento nem com as queimadas.

A fala do presidente é carregada de irresponsabilidade, porque trata como natural um desastre ambiental em andamento. Evidencia que a Amazônia corre risco de virar savana devido aos efeitos da política de destruição ambiental do governo Bolsonaro. A cultura muda. Se algo ruim é cultural, é importante combatê-lo. A atual administração vem destruindo uma cultura de preservação construída nas últimas três décadas.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, prometeu genericamente reduzir o ritmo de desmatamento. Bolsonaro e Salles não têm nenhuma credibilidade na área ambiental.
Continue lendo “Kennedy Alencar: É irresponsável Bolsonaro falar que desmatamento é cultural e inevitável”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Kennedy Alencar: Polícia do Rio trabalha com tese de envolvimento de Carlos Bolsonaro no caso Marielle

Fonte: Kennedy Alencar | Kennedy Alencar em 20/11/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Nos bastidores das linhas de investigação sobre os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, a Polícia Civil do Rio trabalha com uma hipótese nova, a de envolvimento do vereador Carlos Bolsonaro no caso.

Segundo essa linha de investigação, Carlos Bolsonaro teria relação próxima com Ronnie Lessa, conhecido assassino profissional do Rio acusado de ter disparado contra Marielle e Anderson.

Carlos Bolsonaro e Marielle Franco tiveram discussão pública na Câmara Municipal. Há relatos de que o vereador se recusava a entrar no elevador se a vereadora estivesse dentro. Existia um claro clima de hostilidade entre os dois. A polícia trata com cautela essa hipótese, mas ela faz parte das apurações de um caso que está há 616 dias sem solução.

Outra hipótese em investigação é a de que Domingos Brazão, ex-deputado e ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, tenha sido o mandante do assassinato da vereadora do PSOL.

Ouça a informação no áudio abaixo:

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Escuta: Essa gente, de Chico Buarque

Fonte: Escuta | Leonardo Octavio Belinelli de Brito em 20/11/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

 À primeira vista, Essa gente, sexto romance de Chico Buarque, parece ser uma novela escrita em forma de diário pelo protagonista, o escritor Manuel Duarte, no qual são anotadas relatos e mensagens enviadas e recebidas entre dezembro de 2016 e setembro de 2019. Porém, não se trata apenas disso, pois o livro contém passagens em que outros personagens são autores dos trechos. No procedimento, há um elemento caleidoscópico que evoca o que o próprio Chico Buarque chamou se ‘onirismo desperto'[2], também presente, de formas diferentes, em romances como Estorvo e Leite derramado.

No geral, o enredo aborda as peripécias da vida familiar, amorosa e profissional de Duarte, escritor conhecido que enfrenta uma crise criativa. Na procura por inspiração – da qual, aliás, o leitor do romance de Buarque pode duvidar -, Duarte perambula pelo Leblon e se relaciona com suas ex-mulheres, Maria Clara e Rosane, com seu filho, com um ex-amigo de escola, sugestivamente chamado Fúlvio Castello Branco, com um salva-vidas (Agenor) e sua mulher holandesa (Rebekka), por quem passa a sentir forte atração física, além de editores, a quem pede socorros financeiros.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais