Política cultural: Festival Pólen aponta direções

Fonte: Tribuna de Minas | Mauro Morais em 18/11/2019 às 22:00 h

Carregando imagem...

Las Manas foi uma das atrações que aconteceram no Teatro Paschoal Carlos Magno (Foto: Carlos Mendonça/PJF )

Do teatro ao grafite, do slam ao patrimônio, da literatura ao circo, muitas pontes foram criadas ao longo dos seis dias do Pólen – Movimento de Intercâmbio Cultural, promovido pela Funalfa na última semana. O evento que se passou entre os dias 12 e 17 deste mês, ocupou os principais equipamentos culturais da região central da cidade com uma programação tão variada quanto inclusiva. Ao longo da semana colocou-se em debate temas como feminismo, ativismo trans, negritude, funk e patrimônio. Segundo o diretor geral da Funalfa, Zezinho Mancini, o saldo é positivo. ‘A partir do Pólen, quero tentar compreender o hábito de consumo de cultura do juiz-forano’, pontua, garantindo o fôlego do projeto.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais