Eletrofitness: 20 minutos para cuidar de você

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 20/10/2019 às 19:30 h

Carregando imagem...

Monise Glatzl acompanha a fonoaudióloga Ana Beatriz durante seção de eletrofitness (Fotos: Studio Photo Aluizio)

Na sua rotina de cuidados com a saúde, que tal dispor de 20 minutos para fazer alguma atividade física? Não estamos falando de caminhada ou corrida, mas de um protocolo inovador, que mistura corrente elétrica e exercícios de alta intensidade. Essa técnica, criada na Alemanha, é conhecida mundialmente como eletrofitness e, em Juiz de Fora, está disponível no Monise Glatzl Studio Fitness.

Em busca de mais qualidade de vida, a fonoaudióloga Ana Beatriz Mescolin Kelmer, 47 anos, encontrou na modalidade uma forma de reunir tudo aquilo que sonhava para selar, de vez, a paz com a balança. ‘Encontrei no espaço da Monise um olhar diferenciado, principalmente por oferecer um treino direcionado, com resultado, agilidade e tecnologia.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Ibama e governo de Pernambuco divergem sobre estratégia para combater óleo

Fonte: Ciência :: Folha de São Paulo em 20/10/2019 às 18:30 h

Representantes do Ibama e do governo de Pernambuco expuseram neste domingo (20) divergências técnicas sobre como combater o óleo que vem poluindo desde o início de setembro o litoral do Nordeste.
O pivô da divergência é o uso de boias de contenção para evitar a chegada do material às praias e foz dos rios.
… (10/20/2019 – 18h05)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Flash Back

Fonte: Tribuna de Minas | Cesar Romero em 20/10/2019 às 08:00 h

Carregando imagem...

Voo Livre
O hematologista Ângelo Atalla comanda um bate-papo sobre a importância da doação de medula, dia 31 no auditório da Cesama.

Terá projeto da arquiteta Natália Torres o novo salão de festas, espaço multiuso e churrasqueira do condomínio Portal do Aeroporto. Aliás, de muito bom gosto.

Dia 26, Josy Gávio vai comemorar seus 50 anos com festa no Espaço Vina Del Mar.

Quem está em Blumenau (SC) para curtir a Oktoberfest é Alberto Rhian.

Vanessa e Agostinho Imbroisi Neto festejam, hoje, os 7 anos da filha Giulia de Paula Imbroisi – neta de Norma e Rui Carlos de Paula, e de Elba e Salvatore Imbroisi.

Yllana Mattos Ferreira da Cruz, aluna da Escola Vereador Marcos Freesz, está entre as 125 semifinalistas da Olimpíada de Língua Portuguesa (categoria crônica).

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Tomara que caia

Fonte: Tribuna de Minas | Júlia Pessôa em 20/10/2019 às 07:30 h

Essa semana, enquanto me refastelava no dito no foco de transmissão de esquerdopatite de Juiz de Fora, a Faculdade de Comunicação da UFJF, discutia, em um grupo de estudos, um texto que falava sobre os machismos naturalizados na moda. E aí surgiram várias expressões das quais eu nem conhecia a peça de vestuário a que o texto se referia. Nos EUA, por exemplo, uma camiseta branca ajustada ao corpo, atribuída ao guarda-roupa masculino, tipo aquelas que se usava por baixo da camisa, se chama ‘wife beater’, literalmente ‘espancador de mulher’.

Outras naturalizações de termos remetem a como o corpo da mulher é visto socialmente como estando à disposição de homens, insaciáveis ‘por natureza’. Está no termo ‘tomara que caia’, que repetimos tão cotidianamente e que se pensarmos dois segundinhos, remete a uma violência simbólica, a uma nudez que se deseja, mas não é consentida, um desnudar que é não é voluntário.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Condutores da esperança

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 20/10/2019 às 07:30 h

O sorriso nervoso de um aluno de Medicina que atendia pela primeira vez um paciente me trouxe de volta a esperança.
Não que eu a tivesse perdido… mas ‘ela saiu para dar uma volta e demorou para retornar’. Ela estava sendo consumida pelos olhares apáticos dos alunos em sala de aula, nas ausências frequentes nos cenários de práticas (onde se aprende de fato) para estudar para prova, na pressa de ir embora sem nenhuma dúvida para questionar o professor. Ela estava distraída com os celulares e suas redes sociais, que tornam os jovens especialistas em relações virtuais, mas os distanciam cada vez mais das relações humanas ‘ao vivo e a cores’.

Esta distância fica ainda maior quando do outro lado da mesa encontra-se um idoso. A dor no estômago queixada por este não vem sozinha.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais