‘O mar é minha vida, não posso ver esse horror e fazer nada’: os voluntários na luta contra o óleo no Nordeste

Fonte: Ciência :: Folha de São Paulo em 19/10/2019 às 19:00 h

Desde às 6h, as mensagens não param de apitar no celular do salva-vidas Lucas Nelli. Mas essas que acabam de chegar, às 8h56 da sexta-feira, são aquelas que ele não gostaria de ver -o que é inevitável.
… (10/19/2019 – 17h49)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Spatburgunder: mas que uva é essa?

Fonte: Tribuna de Minas | Etiene Carvalho em 19/10/2019 às 18:00 h

Carregando imagem...

Pode parecer estranho, mas é bem capaz que você já tenha experimentado vinho feito com essa uva. É que, na realidade, a Spatburgunder é o nome que recebe a Pinot Noir na Alemanha. Isso mesmo! Aqui pelo Brasil não é muito fácil encontrar vinhos alemães produzidos com essa uva, mas se você encontrá-los vale à pena experimentar.

A Alemanha é mais conhecida por seus exuberantes Rieslings, mas produz Pinot Noirs (ou Spatburgunder) deliciosos também. Inclusive, a Alemanha já é o terceiro maior produtor da Pinot Noir, ficando atrás no ranking somente para a França e os Estados Unidos. A Spätburgunder é cultivada em território alemão desde o século XIII. Os mesmos monges cistercienses que a plantavam na Borgonha, também cuidavam da cepa por lá.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Cidades brasileiras participam de hackaton da Nasa

Em 43 cidades brasileiras, jovens participam neste fim-de-semana do ‘Desafio Internacional dos Apps do Espaço’ da Agência Nacional de Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos (Nasa). A iniciativa é uma maratona de desenvolvimento de inovações, conhecida no segmento como ‘hackathons’, voltada a criar voltada a soluções para a área espacial.

O desafio ocorre em centenas de cidades em todo o mundo, reunido cerca de 20 mil pessoas. Em 2018, foram 18 mil participantes em 200 cidades em 75 países. Além dos eventos presenciais, o site da iniciativa permite a participação remota de pessoas interessadas em acompanhar as tarefas e atividades.

A maratona é composta de diversos desafios, enfrentados por jovens organizados em equipes. Nelas, os participantes utilizam dados coletados pela Nasa em suas missões ao espaço sideral para desenvolver soluções.
Continue lendo “Cidades brasileiras participam de hackaton da Nasa”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Voluntários releem textos de mais de 2.000 alunos de escolas públicas

Fonte: Educação :: Folha de São Paulo em 19/10/2019 às 17:00 h

Quando pisou pela primeira vez no campus da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) Vinícius Andrade, 24, diz que se deparou com uma realidade que até então desconhecia, e que por muito tempo considerou inalcançável.
… (10/19/2019 – 16h00)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Meu Flamengo x Fluminense inesquecível: leia relatos de Futrica e Suca

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 19/10/2019 às 16:30 h

Carregando imagem...

A partir das 18h deste domingo (20), a bola rola no Maracanã para mais um clássico entre duas das maiores equipes do Brasil e do Rio de Janeiro. Flamengo e Fluminense voltam a se enfrentar, agora pela 27ª rodada da competição nacional, em um dos confrontos mais charmosos do futebol, também chamado de Clássico das Multidões. Diante disto, a Tribuna convidou dois ilustres torcedores da cidade, o flamenguista Sidney Vieira – o Futrica -, e o tricolor Suca, para recordarem embates entre os dois clubes que não saem das respectivas memórias, em mais um capítulo da série ‘Meu Clássico Inesquecível’.

O tricolor Suca (Foto: Arquivo Pessoal)Louco é quem comemora antes

Suca, tricolor

O ano era 1995. Ano de mudanças, em que me casei e que meu Flu completava 9 anos de fila.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Escola de Artes Pró-Música se prepara para abrir as portas

Fonte: Tribuna de Minas | Mauro Morais em 19/10/2019 às 16:30 h

Carregando imagem...

 

‘Qual animal é esse aqui?’, perguntou a estudante do quarto período da licenciatura em música Sandriana Rodrigues Peron, de apenas 21 anos, enquanto erguia um cartão com a imagem de uma vaca. Rapidamente as quatro crianças de 3 e 4 anos a sua frente responderam acertadamente. Sandriana, a Tia Sand, como se apresenta aos pequenos, fez outro questionamento: ‘Qual o som que a vaca faz?’. Em coro, uma menina e três meninos emitiram um mugido com direito a biquinho e mãozinhas no rosto para ampliar o som. ‘Esse som é grave ou agudo?’, interrogou a mais velha da turma. Lemoni Húngaro Rodrigues, de 4 anos, se apressou em defesa do grave. Sandriana apontou para o piano, então, e pediu que a garota de cabelos louros mostrasse nas teclas de um piano onde ficava um som próximo do ‘muuuuu’ que ela e os colegas haviam emitidos segundos antes.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Mulher e empreendedorismo são temas de novo programa da TMTV

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 19/10/2019 às 16:30 h

Carregando imagem...

Débora de Landa, Fernanda Rubatino, Ana Paula Calixto e Carolina Mascarenhas entrevistam a empresária Marina Giuberti na França, no centro (Foto: Reprodução)

Reúna joias, arquitetura, viagens e moda numa mesma conversa e terá assunto para muito, muito, muito tempo. Criado em abril deste ano, o canal de informações For Trends é prova disso. No espaço virtual, a professora e consultora de moda Ana Paula Calixto, a agente de turismo Carolina Mascarenhas, a empresária do ramo da joalheria Débora de Landa e a arquiteta Fernanda Rubatino dão dicas, contam histórias, entrevistam especialistas e dialogam sobre as tendências das mais variadas áreas. No programa ‘Conexões For Trends’, que estreia nesta segunda (21), na TMTV – canal audiovisual on-line da Tribuna -, o quarteto recebe convidados para conversas descontraídas e informativas.

‘Somos quatro mulheres empreendedoras, com olhares diversos e dispostas a fazer conexões com lugares e com pessoas.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Pacientes em tratamento têm direitos trabalhistas e benefícios assistenciais

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 19/10/2019 às 16:30 h

Carregando imagem...

Para algumas mulheres, enfrentar o tratamento talvez seja a fase mais difícil do câncer. Afinal, encarar a queda dos cabelos, os corpos mutilados por cirurgias nas mamas e os efeitos colaterais da quimioterapia e da radioterapia não é fácil. Para além da vida pessoal, surgem dúvidas em relação às atividades profissionais e à adaptação em relação ao trabalho. O tratamento para a doença pode ser longo, e os médicos recomendam que as pacientes se afastem do emprego por algum tempo para a realização do tratamento. Alguns direitos são garantidos pela legislação às trabalhadoras.

De janeiro a 31 de julho deste ano, 13,7 mil pessoas foram afastadas de seus postos de trabalho depois de diagnosticadas com câncer de mama em todo Brasil. Só em Minas Gerais, foram 1.606, segundo a Secretaria de Previdência e do Trabalho do Ministério da Economia.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais