‘Não há lugar para Deus no universo’

Fonte: El Pais | Nuño Domínguez em 09/10/2019 às 18:00 h

Carregando imagem...

Em 1994, Michel Mayor fez uma descoberta histórica, de alcance mundial, por isso não disse nada a ninguém e esperou até que ela estivesse mais do que confirmada. No ano seguinte, em junho, esse astrofísico e seu aluno Didier Queloz voltaram a usar seu telescópio do observatório de Haut-Provence (França) para observar a 51 Pegasi, uma estrela a 50 anos-luz da Terra. O sinal ainda estava lá.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais