Edward Snowden: ‘Acho que os Governos europeus têm medo de mim’

Carregando imagem...

Passos são escutados no corredor do hotel. É ele? Chegou adiantado? Não, é só a camareira do andar, que quer arrumar o quarto logo agora. Penduramos na porta o aviso de ‘não perturbe’. Estamos em Moscou. Falta pouco para as três da tarde de um domingo. Reservamos um quarto no terceiro andar do luxuoso hotel Metropol, onde combinamos um encontro com Edward Snowden, ex-espião, norte-americano sem passaporte exilado na Rússia, mas, principalmente, o autor de um dos maiores vazamentos de segredos de Estado da história desde que em 2013 tornou público o programa de vigilância maciça em escala mundial da CIA e da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA, na sigla em inglês).

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais