Na Jureia, a última família do rincão mais preservado da Mata Atlântica

Fonte: El Pais | Beatriz Jucá em 10/08/2019 às 23:30 h

Carregando imagem...

Nancy Prado, de 83 anos, agarra com força os caules das árvores enquanto caminha devagarzinho pelas matas da Jureia —uma estação ecológica localizada no litoral sul paulista, a cerca de 150 quilômetros de São Paulo, e considerada por ambientalistas a área da mata atlântica —bioma que se estende pelo litoral brasileiro e alcança a Argentina e o Paraguai— mais preservada do mundo. “A vida da gente é bem sofrida nesse mundo, a gente tá sempre lutando pra ficar”, ela diz, com uma voz tão baixa que se mistura ao barulho das ondas que quebram a cerca de 500 metros, na Praia do Una. Não há sinal para celular, e os dois únicos acessos são por meio de barco ou de uma trilha por um morro. Nancy nasceu e cresceu naquela região, num tempo em que o povo caiçara tinha toda a liberdade para viver ali: podia caçar, plantar e pescar onde quisesse.
Continue lendo “Na Jureia, a última família do rincão mais preservado da Mata Atlântica”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Na Jureia, a última família do rincão de mata atlântica mais preservado do mundo

Fonte: El Pais | Beatriz Jucá em 10/08/2019 às 22:00 h

Carregando imagem...

Nancy Prado, de 83 anos, agarra com força os caules das árvores enquanto caminha devagarzinho pelas matas da Jureia —uma estação ecológica localizada no litoral sul paulista, a cerca de 150 quilômetros de São Paulo, e considerada por ambientalistas a área de mata atlântica mais preservada do mundo. “A vida da gente é bem sofrida nesse mundo, a gente tá sempre lutando pra ficar”, ela diz, com uma voz tão baixa que se mistura ao barulho das ondas que quebram a cerca de 500 metros, na Praia do Una. Não há sinal para celular, e os dois únicos acessos são por meio de barco ou de uma trilha por um morro. Nancy nasceu e cresceu naquela região, num tempo em que o povo caiçara tinha toda a liberdade para viver ali: podia caçar, plantar e pescar onde quisesse. Quando crianças, seus netos Marcos, Héber e Edmilson se penduravam no topo das árvores e apostavam corridas por cima da floresta.
Continue lendo “Na Jureia, a última família do rincão de mata atlântica mais preservado do mundo”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Multidão volta a se reunir em Moscou para exigir que oposição participe de eleições

Fonte: El Pais | María R. Sahuquillo em 10/08/2019 às 22:00 h

Carregando imagem...

‘Estou cansado de ficar em uma cela de concreto’, cantam dezenas de milhares de vozes. ‘Não quero mais esse tratamento. Vou morrer na Rússia. De Euforia’. Os irônicos versos e os ritmos eletrônicos do contestatório grupo IC3PEAK colocaram música em uma enorme manifestação em Moscou. 50.000 pessoas — 20.000 segundo a polícia — se reuniram em um sábado chuvoso e cinzento no protesto-show para exigir eleições locais livres e justas. Pela quarta semana consecutiva, os moscovitas desafiaram o Kremlin e exigiram que as listas sejam abertas aos candidatos de oposição, que não têm a permissão de participar. A maioria está em prisão preventiva. São acusados de participar do que as autoridades chamaram de ‘distúrbios maciços’.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

‘Quando meninas ganharem bola em vez de boneca, o futebol feminino será um esporte de massa’

Fonte: El Pais | Breiller Pires em 10/08/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Em junho, a FPF realizou sua primeira peneira feminina e reuniu mais de 400 atletas entre 14 e 17 anos, que foram observadas por clubes de São Paulo. ‘Muito além de ter as meninas dentro da estrutura de competições, o objetivo é abrir espaço para a massificação, para que elas continuem praticando, seja no parque, no clube ou numa escolinha’, diz Pellegrino. Ela avalia que a expansão da modalidade ainda depende de uma mudança cultural, que incentive garotas a buscar o esporte na infância. ‘Quando meninas começarem a ganhar bola em vez de boneca, ou pelo menos puderem escolher o que quiserem, o futebol feminino também será um esporte de massa.’

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Macri aposta em comícios ‘gourmet’ de olho nas redes sociais na reta final das primárias

Fonte: El Pais | F. R. Molina, M. Centenera em 10/08/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Mauricio Macri fala sobre o palco circular, rodeado de cadeiras desmontáveis de madeira. Nas arquibancadas de cimento não há mais de 900 pessoas. Em poucos minutos, o presidente da Argentina atravessa todas as emoções possíveis: fala pausado, chora e se enfurece até ficar sem voz. O público está tão perto que quase pode tocá-lo, mas logo fica claro que seu papel é cenográfico. Macri não olha para a plateia porque concentra sua atenção numa das câmeras que transmitem o evento pelas redes sociais. O macrismo se opõe ao calor dos atos multitudinários do kirchnerismo com lágrimas e abraços, numa confluência íntima e midiatizada. O encerramento da campanha de Macri em Buenos Aires, o maior distrito eleitoral do país, é um comício gourmet, sem bandeiras nem estrondos. Uma máquina de precisão pequena, mas efetiva.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Operação ‘Pronta Resposta’: PM anuncia prisões e apreensões em bairro de Juiz de Fora

Fonte: MGTV 2ª Edição em 10/08/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Operação ‘Pronta Resposta’: PM anuncia prisões e apreensões em bairro de Juiz de Fora
Operação foi realizada após publicação em redes sociais de imagens com suspeitos exibindo armas de fogo andando de carro no local.
Tempo: 02:01

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Weintraub diz que notícia da Folha sobre vacância em diretoria que cuida do Enem induz terror

Fonte: Educação :: Folha de São Paulo em 10/08/2019 às 20:00 h

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, criticou neste sábado (10) reportagem da Folha mostrando que a diretoria de Avaliação da Educação Básica do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) passou quase cinco meses sem chefe neste ano, dizendo que ela “induz ao terror”. 
… (08/10/2019 – 18h25)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais