O modelo Bezos

Fonte: El Pais | Martín Caparrós em 22/07/2019 às 23:00 h

Carregando imagem...

GLÓRIA, GLÓRIA, aleluia e coisa e tal: completam-se 25 anos de um dos grandes momentos mais inúteis da história recente. Já tem um quarto de século a empresa que fez do homem mais rico do mundo o homem mais rico do mundo. Naquele dia de julho de 94, um tal Jeffrey Preston Jorgensen, um rapaz do Novo México na faixa dos 30 anos, que tinha optado por ser chamado de Bezos por causa do sobrenome cubano do segundo marido de sua mãe, lançou sua empresa. Tinha tido a ideia de fazer algum negócio na Internet, essa rede que crescia, e descobriu que pouca gente vendia livros por lá. Não sabia nada em especial sobre o assunto, mas achou uma boa ideia; quis chamá-la de Cadabra, como em abracadabra, até que alguém lhe disse que cheirava a defunto. Então batizou-a de Amazon, como sabemos, porque soava caudaloso e começava com A, o que a colocava no topo das listas alfabéticas.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Bolsonaro precisa de apoio do Congresso para levar adiante ameaças à Ancine

Fonte: El Pais | Marina Rossi em 22/07/2019 às 23:00 h

Carregando imagem...

Criticar obras e políticas públicas para a Cultura sempre esteve no radar do presidente Jair Bolsonaro. Durante a campanha eleitoral, ele prometia extinguir o Ministério da Cultura e rever a Lei Rouanet. Dito e feito: eleito, subordinou a pasta ao Ministério da Cidadania, e depois reduziu o teto de captação da Lei Rouanet de 60 milhões para 1 milhão de reais. Nessa esteira, a Agência Nacional do Audiovisual (Ancine) entrou na mira do presidente, que, na semana passada, ameaçou extingui-la caso o Governo não possa impor algum ‘filtro’ sobre as produções audiovisuais brasileiras. A ameaça veio junto à redução do Conselho Superior de Cinema e sua transferência do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. No final, o presidente ainda ventilou a possibilidade de mudar o escritório da Ancine do Rio de Janeiro para Brasília.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Cientistas políticos avaliam Fundo Público para as eleições

Fonte: Tribuna de Minas | Paulo Cesar Magella em 22/07/2019 às 22:30 h

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o professor Cláudio Ferraz, da PUC-RJ, que estuda financiamentos de campanha, advertiu que ‘o aumento do fundo público de financiamento eleitoral para R$ 3,7 bilhões, que está sendo discutido na Câmara, poderá levar a uma onda de reeleições no pleito municipal do ano que vem, especialmente se não vier acompanhado de limites de gastos de campanha’. Para o cientista político e professor da Faculdade de Comunicação da UFJF, Paulo Roberto Figueira, ‘por um lado, é verdade que todos os principais escândalos políticos brasileiros das últimas décadas (e envolvendo quadros de todos os partidos que ocuparam posições de centralidade nesse longo período) envolveram relações promíscuas entre financiadores de campanha e futuros governantes, bem como caixa dois de campanha.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

5ª Copa Zico tem quatro escolas campeãs diferentes

Fonte: Tribuna de Minas | Bruno Kaehler em 22/07/2019 às 22:00 h

Carregando imagem...

Jovens da Escola Flamengo JF comemoram conquista no CFZ/JF (Foto: Maurício Pelegrineti)

A 5ª Copa Zico foi encerrada no domingo (21) com quatro escolas de futebol diferentes conquistando o título entre as mais de 60 equipes participantes em seis categorias, e um total de quase mil atletas. Levantaram o troféu no Centro de Futebol Zico JF (CFZ/JF) a Escola Flamengo JF, o CFZ JF, em duas faixas etárias, Furacão JF, também duas vezes, e o América Rio Pomba.

Entre os caçulas, do sub-6, o caneco ficou com a Escola Flamengo JF após bater os donos da casa na decisão por 2 a 1. O CFZ levou a melhor na categoria seguinte, a sub-8, com vitória na final sobre o Furacão Ipiranga por 3 a 1, e também no sub-16, com triunfo diante do Cesax Olímpico por 2 a 0.
Na categoria sub-10, o Furacão ASE JF levou a melhor na disputa pela medalha de ouro contra o Sport Club Juiz de Fora, com jogo terminado em 1 a 0.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Vereador quer facilitar acesso à isenção de taxa de sepultamento

Fonte: Tribuna de Minas | Renato Salles em 22/07/2019 às 21:30 h

O vereador José Fiorilo (PTC) quer facilitar o acesso à isenção ao pagamento de taxas para sepultamento e velório no Cemitério Municipal para população mais carente de Juiz de Fora. Para isto, o parlamentar protocolou na Câmara um projeto de lei complementar que altera a legislação vigente que trata exatamente da isenção, defendendo que a gratuidade seja concedida mediante declaração firmada pelo requerente.

De acordo com o texto, tal declaração deve ser considerada, presumidamente, verdadeira, desde que atenda à legislação federal de 1983, que define as regras para declarações de provas documentais. A lei atual diz apenas que ‘são isentos do pagamento de taxas e outros encargos referentes a sepultamentos e velórios no Cemitério Municipal, os funerais de pessoas, cuja renda familiar não exceda a dois salários mínimos e os de aposentados’.

Na opinião de Fiorilo, as regras atuais tem provocado ‘dúvidas, insegurança e até desconforto para as pessoas que necessitam da concessão do benefício de gratuidade em velório e sepultamento’.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais