Conselho Municipal de Esportes é discutido na CBN 

Fonte: Tribuna de Minas | Paulo Cesar Magella em 08/07/2019 às 23:30 h

Conselho Municipal de Esportes é discutido na CBN (programada para 23)  O vereador Sargento Mello Casal e o secretário de Esportes, Júlio Gasparette, debateram, nesta segunda-feira, na Rádio CBN Juiz de Fora, o Conselho Municipal de Esportes e suas ações, muitas delas questionadas pela falta de regulamentação durante um período e não execução de seus projetos em outra. Na próxima terça-feira, aí sim num debate de uma hora, eles voltarão a se encontrar com previsão de participação de outros convidados.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Bolsonaro assina lei que cria primeira universidade de seu governo

Fonte: Educação :: AgBrasil | Agência Brasil em 08/07/2019 às 23:00 h

O presidente Jair Bolsonaro assinou na noite dessa segunda-feira (8) a lei que cria a Universidade Federal do Norte do Tocantins (UGTN), com sede em Araguaína, por desmembramento de campus da Fundação Universidade Federal do Tocantins. Com a nova lei, cursos, alunos e cargos dos campi de Araguaína e Tocantinópolis vão ser automaticamente transferidos para a UFNT. Também serão criadas as unidades de Xambioá e Guaraí.

‘É a primeira [universidade] do nosso governo e será uma forma diferente, mas diferente no bom sentido, de encarar o ensino público no nosso país. O Tocantins merece’, disse o presidente pelas redes sociais.

📚👨‍🎓👩‍🎓O presidente @jairbolsonaro assina projeto que cria a Universidade Federal do Norte do Tocantins, a primeira de seu governo@governoTO pic.twitter.com/Lg4bp8kawc

— A Voz do Brasil (@avozdobrasil) 9 de julho de 2019

A criação da universidade foi aprovada no Congresso Nacional no dia 12 de junho deste ano.
Continue lendo “Bolsonaro assina lei que cria primeira universidade de seu governo”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Barbárie em tempos democráticos: por que o Estado é responsável por tantas mortes

Fonte: El Pais | F.B. em 08/07/2019 às 22:30 h

Carregando imagem...

O Brasil vive uma contradição nas últimas décadas. Ao mesmo tempo em que a passagem da ditadura militar (1964-1985) para a democracia resultou em liberdades políticas e direitos sociais, algo que a ciência política vê com unanimidade, ela não foi capaz de garantir o mais essencial: o direito à vida. Todo o contrário. Com a chegada da democracia, o aparato repressivo do Estado deixou de mirar a oposição ao regime dos generais e se voltou para o tráfico de drogas em um momento de explosão dos crimes urbanos. Época em que o Ocidente, especialmente os Estados Unidos, declarava a chamada guerra contra as drogas nos anos 70. E aqui não foi diferente. Mais de 30 anos depois da promulgação da Constituição de 1988, os índices de violência são alarmantes: o último recorde é de 2017, ano que registrou mais de 65.000 homicídios, dos quais mais de 5.000 foram reconhecidamente cometidos por forças policiais.
Continue lendo “Barbárie em tempos democráticos: por que o Estado é responsável por tantas mortes”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Ministro diz que dinheiro para bolsas CNPq só dura até setembro e cobra verbas

Fonte: Ciência :: Folha de São Paulo em 08/07/2019 às 22:00 h

O ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Marcos Pontes, afirmou que o dinheiro para as bolsas CNPq só dura até setembro e cobrou a aprovação de um crédito de R$ 310 milhões para o orçamento da sua pasta para garantir o pagamento de bolsas do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).
 
Segundo o ministro, com o orçamento atual, o ministério tem condições de manter o pagamento das cerca de 80 mil bolsas para os pesquisadores apenas nos próximos dois meses. A partir de outubro, o caixa está zerado.
 
“Esses R$ 310 milhões têm que vir como crédito para o CNPq para manter essas bolsas, senão não funciona. O tempo está passando”, afirmou o ministro nesta segunda-feira (8) em Salvador, onde participou da premiação dos vencedores da Olimpíada Brasileira e Matemática das Escolas Públicas.
… (07/08/2019 – 21h20)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Goiás reconhece responsabilidade na morte de 10 menores carbonizados

Fonte: El Pais | F. Betim, T. Pires em 08/07/2019 às 22:00 h

Carregando imagem...

A notícia da morte do filho chegou pelo WhatsApp. Marilene Araújo estava visitando a mãe em uma aldeia indígena do Pará quando recebeu de um contato anônimo as imagens de corpos amontoados e carbonizados dentro de um cubículo que servia como centro socioeducativo para 11 menores. Imediatamente reconheceu o filho Elizeu entre eles. Estava deitado na porta da cela com o rosto completamente queimado. ‘Assim que vi já comecei a chorar’, conta a mulher. ‘Ele só tinha 17 anos. Tão lindo. Tão perfeito. Tão dócil’. Pegou então um ônibus em plena greve dos caminhoneiros para chegar em Goiânia e ver o filho pela última vez. Cinco minutos foi o tempo que teve, na manhã do dia seguinte, para se despedir antes de o rapaz ser enterrado.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

As mães ‘órfãs’ de filhos que o Estado levou

Fonte: El Pais | Felipe Betim, Toni Pires em 08/07/2019 às 22:00 h

Carregando imagem...

Maria de Jesus da Silva, mãe de Renayson. Bruna Mozer, mãe de Luciano. Marilene Araújo, mãe de Eliezer. Marcia Jacinto, mãe de Henry. Cleonice de Freitas, mãe de Daniel. Arlete Roque, mãe de Alex. Bruna da Silva, mãe de Marcos Vinícius. Adriana de Farias, mãe de Wallacy. Gláucia dos Santos, mãe de Fabrício. Maria do Carmo Silveira, mãe de Thiago. Luciana Pimenta, mãe de Kauan. Luciana Lopes, mãe de Lucas. Ana Paula Oliveira, mãe de Johnatha. Marinete Silva, mãe de Marielle Franco — e, desde que a vereadora do Rio de Janeiro foi executada, mãe de muitas mães que sua filha tanto apoiava.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

MG2 – Edição de segunda-feira, 08/07/2019

Fonte: MGTV 2ª Edição em 08/07/2019 às 21:30 h

Carregando imagem...

MG2 – Edição de segunda-feira, 08/07/2019
Esta edição mostra a apreensão de mais de 580 tabletes de maconha na BR-267, em Juiz de Fora. Veja também uma reportagem que trata sobre o aumento do número de armas no município e ainda os dados de infrações de trânsito na cidade.Tem ainda a situação evolvendo o lixo em Ubá.
Tempo: 23:20

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Em visita a JF, presidente do TRE vai conhecer Central de Atendimento ao Eleitor na Câmara

Fonte: Tribuna de Minas | Renato Salles em 08/07/2019 às 21:00 h

Presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais, o desembargador Rogério Medeiros cumpre agenda em Juiz de Fora nesta semana. O principal compromisso público ocorre já nesta terça-feira (9), quando Medeiros, que é doutor em Direito Administrativo pela UFMG e professor do Centro Universitário Newton Paiva, ministra uma conferência com o tema ‘Direito e Novas Tecnologias’. As inscrições para a palestra são gratuitas e podem ser feitas pelo site do TRE (tre-mg.jus.br). Serão emitidos certificados de duas horas/aula aos participantes do evento.

O presidente do Tribunal seguirá na cidade até quarta, quando visita os cartórios eleitorais para saber sobre os trabalhos de recadastramento biométrico obrigatórios no município. No mesmo dia, também tem encontros de cortesia com o prefeito Antônio Almas (PSDB) e com o presidente da Câmara, o vereador Luiz Otávio Coelho (Pardal, PTC).

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Profissão: fazedor de fila, 48 dólares por hora

Fonte: El Pais | Amanda Mars em 08/07/2019 às 21:00 h

Carregando imagem...

Quem visita o Congresso dos Estados Unidos se depara com cenas singulares nos corredores. Uma delas tem a ver com as filas. Não importa quão tediosa ou técnica pareça a audiência dos comitês que costumam se reunir por volta das 10h da manhã, cerca de três horas antes se forma uma longa fila de homens e mulheres, alguns deles completamente destoantes. Usam roupa informal, veem filmes em seus tablets ou leem revistas. Às vezes carregam sua própria cadeira. O que faz o sujeito de boné dos Yankees numa terça-feira de junho, às oito da manhã, na comissão de Formação e Emprego? E a senhora com vestido de verão que joga Candy Crush? Por que o Subcomitê de Energia do Comitê de Energia e Comércio desperta tanto interesse popular?

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais