Dívida da Empav chega a R$ 25 milhões

Carregando imagem...

Quase dois anos após a Prefeitura de Juiz de Fora admitir que a situação da Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanização (Empav) é pré-falimentar, a busca por uma solução para a o órgão da Administração indireta do Município segue preocupando setores ligados à discussão política da cidade. Durante a sessão ordinária da última terça-feira (23), o Sindicato dos Servidores Públicos de Juiz de Fora (Sinserpu) externou apreensão sobre o futuro da Empav e revelou dados sobre as dívidas da empresa pública, que, segundo o presidente da entidade, Amarildo Romanazzi, chegou a R$ 25,3 milhões no fechamento do exercício financeiro de 2018. Na avaliação do sindicato, o órgão passa por um processo de sucateamento, que teria começado a partir de 2013, ano que se iniciou o primeiro mandato do ex-prefeito Bruno Siqueira (MDB), que renunciou ao cargo em abril do ano passado, dando lugar a Antônio Almas (PSDB).

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais