Todo dia é dia de índio

Carregando imagem...

(Foto: Ivan Bretas)

Se no Brasil de 500 anos atrás, ‘todo dia era dia de índio’, atualmente é necessário muito esforço para fazer valer o verso da canção de Jorge Ben. É por isso que a Universidade Federal de Juiz de Fora em Governador Valadares (UFJF-GV) desenvolve uma série de ações para manter a questão indígena sempre em cena e também para não restringir o debate a apenas um dia e mês do ano: 19 de abril. A mais recente dessas iniciativas foi realizada pelo setor de Comunicação, Cultura e Eventos (CCE) do campus na última quinta-feira, 9, com a exibição de filmes e a realização de rodas de conversas sobre saúde e esportes dos índios.

Índios, comunidade acadêmica e convidados assistiram a documentário sobre a saúde indígena. Após a exibição, o tema foi objeto de discussão em roda de conversa.
Continue lendo “Todo dia é dia de índio”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Um dia, vá dormir sem deixar o jantar pronto para ele

Carregando imagem...

Ao final, haverá um longo rastro de descuidos como animais esmagados. Começa pela comida. Um dia, quando ele voltar tarde do trabalho, vá dormir sem deixar o jantar pronto para ele, uma alteração no hábito de todos esses anos durante os quais, sempre que ele chegou tarde, você deixou comida feita. Nessa madrugada, quando ele se enfiar na cama, acorde e se lembre de como, até recentemente, quando isso acontecia você o abraçava como se tivesse fome ou sede. Agora lhe diga: ‘Vira de lado pra não roncar’. De manhã, na hora do café, pergunte a ele — tentando que na sua voz se note um incômodo inexplicável — o que ele jantou. Escute como ele responde sem rancor, genuinamente distraído: ‘Belisquei um troço no trabalho. Tava sem fome’. Sinta fúria e cansaço. Prepare café só para você, e não lhe ofereça.
Continue lendo “Um dia, vá dormir sem deixar o jantar pronto para ele”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

As crianças que correm da política de terror de Wilson Witzel no Rio

Carregando imagem...

Já não é mais possível —não sei se foi algum dia— usar eufemismos para descrever a política de segurança do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Ela é o que é: arbitrária, ilegal, criminosa e homicida. Se restavam dúvidas, no último sábado o governador entrou em um helicóptero da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil e sobrevoou uma comunidade de Angra dos Reis ao lado do prefeito do município. Um vídeo do momento foi publicado em seu perfil do Twitter. “Vamos botar fim na bandidagem em Angra dos Reis”, dizia, enquanto um policial com fuzil em punho mirava uma área povoada da favela.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

As Colunas de Hércules estão desmoronando para Bolsonaro

Carregando imagem...

O presidente Jair Bolsonaro acaba de declarar, em um encontro na Caixa, que tinha chegado como ‘o patinho feio da política’, mas que ‘decidiu mudar o país’. A realidade apresenta-se bem diferente. Seu Governo e suas profecias parecem mais um campo de escombros. Bolsonaro tinha prometido em sua campanha algo como as famosas Colunas de Hércules da mitologia, que, como diziam os romanos, alcançariam os limites do mundo (‘non Terrae plus ultra’). Seu Governo e suas promessas messiânicas mais parecem anunciar que está devolvendo o Brasil aos piores e mais obscuros momentos de sua história.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Doze militares são denunciados por fuzilamento de músico e catador no Rio

Carregando imagem...

O Ministério Público Militar denunciou doze militares que dispararam contra o carro de uma família que se locomovia para um chá de um bebê, causando a morte do músico Evaldo Rosa e do catador de material reciclado Luciano Macedo, ferido enquanto tentava ajudar a família em Guadalupe, no Rio de Janeiro. Os militares foram denunciados pelo homicídio dos dois e pela tentativa de homicídio do sogro de Evaldo, Sérgio Gonçalves de Araújo, ferido na mesma operação. Também estavam no veículo a esposa, o filho e uma amiga do músico, que não foram atingidos. O documento enviado à Justiça Militar ainda denuncia os militares por omissão de socorro, já que eles teriam apenas tentado vistoriar a área após o incidente. Agora, a Justiça Militar terá um prazo de 15 dias para decidir se aceita ou não a denúncia.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Brasil e Paraguai se preparam para a batalha da renegociação de Itaipu

Carregando imagem...

Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e o do Paraguai, Mario Abdo Benítez colocaram nesta sexta-feira a pedra fundamental da nova ponte que ligará os dois países sobre o rio Paraná. O ato, realizado na cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu, foi uma nova demonstração da boa harmonia entre os dois. Ambos os presidentes têm, no entanto, um duro desafio: em breve começará a negociação sobre a distribuição de energia de Itaipu, a gigantesca hidrelétrica compartilhada pelos dois países, cujo tratado de uso expira em 2023.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Cartas a JF: O futuro está na educação de seus filhos

Carregando imagem...

O futuro está na educação de seus filhos

No início da segunda década do século passado, meus avós chegaram aqui, em Juiz de Fora, e escolheram esta cidade para trabalhar e criar sua família. Lutaram com inúmeras dificuldades, mas sabiam que uma boa educação seria o que iria garantir aos seus filhos a segurança de um futuro melhor. Este valor ficou tão marcado no ideário de nossa família que, em 1940, embora advogados, dois de seus filhos, Joaquim e Antônio, se uniram para fundar o Colégio São José, que foi a semente do que é hoje o Instituto Vianna Júnior.

Agora, são seus filhos e netos que mantêm aceso o amor pelo ensino. Esta é a missão que recebemos e estamos passando adiante. Trabalhando em todos os níveis do ensino. Educando e criando as competências necessárias para que nossos alunos possam ter sucesso no novo mundo em que estamos vivendo.

Nasci e cresci aqui, esta cidade povoa minhas memórias.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Confira programação da Semana Nacional de Museus em JF

Carregando imagem...

Acervo do Museu Ferroviário é uma das atrações do espaço durante a Semana Nacional de Museus (Foto: Olavo Prazeres – 11/10/2018)

Diversas instituições de Juiz de Fora participam, a partir desta segunda-feira (13), da 17ª edição da Semana Nacional de Museus, evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) com o objetivo de comemorar o Dia Internacional de Museus, celebrado em todo o mundo em 18 de maio. Este ano o tema é ‘Museus como núcleos culturais: O futuro das tradições’, com a proposta de debater o papel dos museus como centros emanadores e receptores de práticas, costumes e pensamentos de nossa cultura. A programação vai até o próximo domingo em todo o país, com mais de três mil eventos agendados.

Um dos locais em Juiz de Fora que integra as comemorações é o Museu Ferroviário, onde acontece a abertura da exposição ‘De trem em trem’, na segunda-feira (13), às 9h, com objetos, fotografias, documentos e itens ligados à ferrovia.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais