‘Absoluto desastre’: Bolsonaro libera porte de armas para mais de 19 milhões de pessoas

Carregando imagem...

Em 2014, o então deputado federal Bolsonaro apresentou um projeto de lei com teor semelhante ao do decreto, mas que não prosperou na Câmara. Agora, no Executivo, fez valer sua vontade e dá uma resposta aos seus eleitores mais radicais sem abrir para debate nem fazer tramitar uma proposta no Legislativo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Os ‘tempos interessantes’ da Bienal de Arte de Veneza

Carregando imagem...

A exposição, que estará aberta ao público de 11 de maio a 24 de novembro, terá a curadoria do norte-americano Ralph Rugoff, atual diretor da Hayward Gallery, em Londres. A edição deste ano refletirá sobre os “tempos interessantes” que o mundo está vivenciando com as propostas de mais de 90 participações nacionais

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

O último dia dos dinossauros

Carregando imagem...

A história é suficientemente conhecida. Há 66 milhões de anos, um enorme asteroide atingiu a costa de Yucatán, perto do que hoje é a cidade de Chicxulub, no golfo do México. O violento choque levantou uma montanha de material fundido, mais alta que o Everest e mais quente que a superfície do Sol, liberando mais energia que um bilhão de bombas como a de Hiroshima. O terreno se elevou em milhares de quilômetros ao redor, e uma chuva de rocha incandescente caiu sobre o Hemisfério Ocidental, calcinando 70% das matas. A poeira acumulada na atmosfera impediu durante meses que as plantas terrestres e o fitoplâncton marinho fizessem a fotossíntese, paralisando as cadeias tróficas e o ciclo do carbono na terra e no mar. A falta de luz congelou o planeta, e o oxigênio praticamente desapareceu da atmosfera, substituído por monóxido e dióxido de carbono, metano e enxofre, que provocaram chuvas ácidas durante meses.
Continue lendo “O último dia dos dinossauros”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

MG2: Edição de quarta-feira, 08/05/2019

Carregando imagem...

MG2: Edição de quarta-feira, 08/05/2019
Confira nesta edição que homem baleado por engano por policiais segue internado em Juiz de Fora. Confira também que um trio foi preso por execução de uma mulher no município; A vítima era esposa de suspeito de abusar de uma criança.
Tempo: 14:58

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Corte é maior do que 30% do orçamento livre em mais da metade das federais

Os bloqueios de orçamento determinados pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) na área da educação terão um impacto desigual nas universidades federais, apesar de a definição do MEC (Ministério da Educação) indicar um corte linear de 30%. Para 37 das 68 federais, o congelamento supera esse percentual.
Há federais em que o corte atinge metade dos recursos discricionários autorizados, como ocorre nas universidades do Sul da Bahia (54%), Mato Grosso do Sul (52%) e Grande Dourados (49%). Os dados são do Siop (Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento do Governo), extraídos na semana passada. Os recursos discricionários excluem salários, por exemplo.
Levando em conta essa comparação, o impacto é de 30% em 11 federais e menor do que isso nas outras 20. O menor bloqueio ocorreu na UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora), que perdeu, até agora, 12% do orçamento autorizado.
Continue lendo “Corte é maior do que 30% do orçamento livre em mais da metade das federais”
Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Bolsonaro diz que corte em recursos da Educação não é feito por ‘maldade’

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (8) que o governo não corta recursos do Ministério da Educação “por maldade” e culpou as gestões anteriores pela dívida do país que, segundo ele, levaram a uma redução de 30% do orçamento da pasta. 
… (05/08/2019 – 20h48)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Em visita à Tribuna, deputados do Novo defendem a reforma da Previdência

Carregando imagem...

O deputado federal Guilherme da Cunha (à esquerda) junto com o deputado estadual Tiago Mitraud, na Tribuna (Foto: Fernando Priamo)

Na última sexta-feira (3), o deputado federal Tiago Mitraud (Novo) e o deputado estadual Guilherme da Cunha (Novo) visitaram Juiz de Fora para fazer uma prestação de conta de seus mandatos. Eles conversaram com a reportagem sobre temas atuais e defenderam a aprovação da reforma da Previdência. Integrante da Comissão Especial montada na Câmara dos Deputados para debater a matéria, Mitraud se disse favorável à manutenção de itens considerados mais polêmicos, como os que muda as regras para a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e da aposentadoria rural. Por outro lado, argumentou que a bancada do Novo no Congresso deve sugerir a adição de uma emenda de igualar a idade mínima de aposentadoria para homens e mulheres em 65 anos.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais