Bandido que mata menos, polícia que mata mais: a pacificação contraditória do Ceará

Carregando imagem...

‘É aqui que aconteceu a chacina’, diz uma pessoa que estava me levando para conhecer o bairro do Benfica, em Fortaleza, onde fica a Universidade Federal do Ceará. Eu não disse nada, mas um dia antes passei de carro por ali e o taxista, que já tinha me mostrado a gigantesca estátua de Nossa Senhora de Fátima e informado que a orla da praia de Iracema era incrível, me apresentou a Praça da Gentilândia e falou do massacre como se fosse um ponto turístico.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Leia a íntegra da primeira entrevista de Lula desde que foi preso

Carregando imagem...

Leia a íntegra da entrevista concedida pelo ex-presidente Lula aos jornalistas Florestan Fernandes Júnior, do EL PAÍS, e Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, em 26 de abril. O encontro havia sido pedido pelos dois jornais há cerca de sete meses, mas, mesmo com a anuência do ex-presidente, só pôde ocorrer após decisão do Supremo Tribunal Federal. Antes de as perguntas começarem, Lula fez um pronunciamento, que pode ser lido no box ao lado. Estavam na sala, além dos jornalistas, os cinegrafistas Henry Milleo (EL PAÍS), Victor Parolin (Folha), os fotógrafos Isabela Lanave (EL PAÍS), Marlene Bergamo (Folha), Ricardo Stuckert (Lula), Carla Jiménez (diretora do EL PAÍS no Brasil), advogados Cristiano Zanin (PT) e Manuel Caetano (PT), Cezar Brito e Miriam Gonçalves (EL PAÍS), Franklin Martins, ex-ministro da Secretaria de Comunicação de Lula, delegados Rubens e Mauricio Grillo, da Polícia Federal de Curitiba, Paulo Roberto da Silva, chefe da Comunicação da PF, além de três agentes de segurança.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Bruno dá um tempo na política

O ex-prefeito Bruno Siqueira descartou as especulações em torno de uma eventual mudança de partido, a despeito de sondagens, por considerar que, no momento, são outras as suas prioridades. Ele já terminou uma e está começando outra pós-graduação na Fundação Getulio Vargas e dedica-se a projetos na iniciativa privada. Como não tem pretensões em disputar qualquer cargo nas eleições de 2020, acha cedo para tratar de questões políticas no momento.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Anvisa revoga limite de camisinhas por embalagem

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a revogação da exigência de quantidade máxima de 12 camisinhas masculinas por embalagem. A decisão foi tomada durante a 10ª Reunião da Diretoria Colegiada (Dicol), realizada em Brasília, pois, segundo o órgão, não há justificativa técnica para limitar a quantidade de preservativos por pacote e, neste caso, a regulação pode ser considerada excessiva. A medida também não implica em nenhum risco sanitário para a população. Essa revogação também foi uma exigência solicitada por empresas fabricantes e importadoras de preservativo.

Com isso, o item que corresponde à limitação das unidades será alterado na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 62/2008, que estabelece os requisitos mínimos para preservativos masculinos de látex de borracha natural.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Reforma de Zema tem semana decisiva

O governador Romeu Zema terá uma semana decisiva se a Assembleia colocar em votação o projeto de reforma administrativa. Como há um feriado no meio, nem sempre os deputados dão quórum para sessões, mas, a despeito disso, as conversas serão longas até a elaboração de um consenso. O Governo já admite manter a Escola de Saúde, mas ainda bate pé na questão da escola integral. De olho nas bases, nas quais os protestos são intensos, os deputados querem que esse tema seja retirado do projeto. As conversas envolvem lideranças políticas da Assembleia e setores do próprio Governo.

Interlocução política

Outro ponto que carece de negociação é a formatação do primeiro escalão. O governador vai reduzir drasticamente o número de secretarias, mas deve criar uma superestrutura na área da secretaria geral liderada pelo secretário Igor Mascarenhas Eto.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Estradas do Brasil

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei 675/19, de autoria do deputado Bartô (Novo), propondo a adoção de um seguro garantia para execução de contratos no setor público. Para justificar sua proposta, o parlamentar usa dados do Tribunal de Contas do Estado do final do ano passado, que apontaram que em Minas mais de 1.200 obras estão paralisadas em 487 municípios. O documento não contempla concessões de rodovias, mas bem que poderia ser estendido diante da inadimplência das concessionárias. Nesta edição, a Tribuna mostra a situação da BR-040, entre Juiz de Fora e Brasília, com destaque em dois trechos: a ligação da cidade com Belo Horizonte e o crítico trecho até a vizinha Santos Dumont. Dos 557, 2 quilômetros que demandam obras de duplicação, apenas em 73 quilômetros os trabalhos foram concluídos.

A concessionária diz que suas ações estão pendentes à espera de uma definição do Governo federal sobre uma nova licitação.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

O mundo é Bão, Sebastião

Por causa de um compromisso de trabalho em São Paulo, viajei de mala e cuia para a capital paulista. Como seria um bate-volta não despachei a bagagem no guichê da companhia aérea. Com pouca coisa para levar, eu carregava menos de cinco quilos. Dentro do avião, no entanto, tive dificuldade para guardar a mala no bagageiro. Pedi ajuda a um passageiro que assistia, imóvel, aquela cena. Ele simplesmente debochou. Se negou a ser solidário. Pela cabecinha prodigiosa do sujeito antissocial reinava uma ideia superada: vocês não dizem que são iguais a nós? Então, dê conta da sua mala! O rapaz não verbalizou isso, mas, claro, pensou. Ah, se pensou.

O que esse ser não sabe é que não se trata de ‘aguentar’ o peso de ser uma mulher independente. Primeiro, porque não é um peso, mas uma condição conquistada na história com muito suor e lágrimas.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Pedestres reclamam da situação das calçadas da Avenida Brasil

Carregando imagem...

 ”

Em alguns trechos da calçada risco é ainda maior, como este em que tampa de boca de lobo está quebrada na altura do Mariano Procópio

Para vivenciar o que parte dos juiz-foranos enfrenta diariamente caminhando ou se exercitando nas calçadas da Avenida Brasil, a reportagem da Tribuna percorreu o trajeto entre os bairros Santa Terezinha e Barbosa Lage. Buracos, desníveis, mato alto e pedras soltas são alguns dos problemas enfrentados por quem passa pelo local. ‘Isso aqui é péssimo para se andar. Já vi uma senhora levar um tombo um pouco mais à frente de onde estamos’, relata Lenora Chaves, de 63 anos, referindo-se ao trecho na altura do Bairro São Dimas, próximo ao Shopping Jardim Norte.

Sem alternativas, diante dos perigos na calçada, há pedestres que utilizam a pista de carros e ônibus em alguns trechos e acabam se arriscando em meio ao trânsito pesado.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Câmara Mirim define temas para 2019

Três sugestões de temas foram apresentadas nessa sexta-feira para os representantes das escolas participantes do projeto Câmara Mirim 2019, para que sejam desenvolvidos durante o ano. O projeto possibilita que estudantes do ensino fundamental dos colégios de Juiz de Fora conheçam o trabalho desenvolvido pelo Legislativo. As opções, definidas por professores, são: atividades culturais e esportivas para os jovens nos espaços públicos; meio ambiente – a questão do lixo eletrônico e do desperdício; e acessibilidade das pessoas com deficiência nas escolas. Um novo encontro vai ocorrer no dia 6 de maio, quando os 120 estudantes engajados no projeto vão se encontrar no Colégio CNEC. Na ocasião, serão desenvolvidas dinâmica de entrosamento e oficinas de capacitação sobre os três temas.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais