‘Game of Thrones’: quem merece o trono?

Carregando imagem...

Após quase dois anos, ‘Game of Thrones’ retorna para sua última rodada. A essa altura da trama todos já têm seus favoritos para assumir o trono de ferro dos Sete Reinos. A disputa é tão acirrada que ganhou as casas de apostas europeias. Para enfrentar os últimos episódios da série, preparamos um grande bolão virtual, onde você vota em seu personagem favorito e vê quais as chances dele (ou dela, claro) ganhar a guerra. É só clicar na imagem abaixo.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A nova velha direita espanhola

Carregando imagem...

Em 1996, o ano em que o Partido Popular liderado por José María Aznar ganhou dos socialistas por vantagem mínima de votos, a direita queria ser de centro. Não estava na moda ser conservador. Menos ainda purista. Porque os puristas não conseguem maiorias. E não pescam nos pesqueiros da esquerda, como eles conseguiram com maioria absoluta em 2000. Duas décadas depois, a direita que se apresenta às eleições de 2019 quer ser de direita. ‘Sem complexos’ e sem ser na surdina; com toda a parafernália patriótica e o revisionismo histórico; armada de sólidos valores morais e com um discurso cada vez mais agressivo, de traço rústico, pouco dado a sutilezas e consensos. Utilizando muito as redes sociais e de impacto imediato. E entrega a domicílio. Que contaminou todo o arco conservador.
Continue lendo “A nova velha direita espanhola”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A esquerda cresce mas ainda precisa apoios para governar

Carregando imagem...

O primeiro ministro espanhol Pedro Sánchez chega à semana decisiva da campanha como claro favorito para vencer as eleições de domingo, 28, mas necessitará do apoio dos nacionalistas para construir uma maioria absoluta que sustente um Governo estável, devido à rejeição frontal do partido Ciudadanos (Cs) a uma composição, segundo os resultados de uma pesquisa da empresa 40dB para o EL PAÍS. O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) obteria 28,8% dos votos e 129 cadeiras, ampliando sua vantagem sobre o segundo (o PP, que obterá 17,8% e 75 deputados, seu pior resultado histórico) em relação à sondagem de um mês atrás. Sánchez reunirá mais cadeiras que os populares e o Cs juntos e seu avanço permite uma clara vantagem do bloco de esquerda sobre uma direita que se afasta da maioria absoluta apesar da ascensão do Vox, com 32 deputados.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Uma campanha interminável na Espanha

Carregando imagem...

A política é uma disciplina narrativa: não é coincidência que o parlamentarismo moderno seja contemporâneo de Shakespeare e Cervantes. Recentemente, foram encontrados no mundo evidências de uma nova espécie humana, foi fotografado pela primeira vez um buraco negro, desprendeu-se um pedaço da fachada da sede do Partido Popular (PP) – a tentação da metáfora – e o primeiro-ministro (presidente do Governo espanhol) Pedro Sánchez aceitou enfim sair de sua torre de marfim para debater com os demais candidatos, incluindo Santiago Abascal, e dar início a corrida eleitoral no país, que terá eleições gerais no dia 28 de abril.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Lava Jato do Peru: ‘Enfrentamos o poder do dinheiro, e a classe política’

Carregando imagem...

A corrupção já fez balançar as estruturas do poder político no Peru, mas os responsáveis pelas principais investigações estão determinados a chegar até o fim para garantir a ação da justiça. As repercussões do caso Odebrecht, uma gigantesca trama de subornos milionários tecida na América Latina pela construtora brasileira durante duas décadas, abalaram o país e reavivaram a consciência crítica da sociedade. O escândalo chegou a encurralar quatro ex-presidentes. Alan García se suicidou na quarta-feira passada minutos antes de ser preso. A justiça impôs na sexta-feira três anos de prisão preventiva a Pedro Pablo Kuczynksi. Alejandro Toledo fugiu há dois anos. Ollanta Humala também chegou a ser preso. Nesse contexto trabalha o procurador superior Rafael Vela Barba (Lima, 45 anos).
Continue lendo “Lava Jato do Peru: ‘Enfrentamos o poder do dinheiro, e a classe política’”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Atriz Charlize Theron revela que sua filha adotada de 7 anos é transgênero

Carregando imagem...

Durante anos, os tabloides de Hollywood acompanharam com desconcerto a relação entre a atriz Charlize Theron e seu filho Jackson, que era retratado pelos paparazzis junto com a mãe vestindo saias e vestidos. Essa situação despertou uma forte controvérsia nas redes sociais em relação à capacidade de Theron como mãe e seu direito ou não de vestir assim o garoto de 7 anos, que foi apresentado em público como menino quando foi adotado. Um debate que a vencedora do Oscar decidiu encurtar e contextualizar no jornal The Daily Mail para que termine de uma vez por todas. ‘Sim, eu também pensava que era menino. Até que com 3 anos me olhou e disse: ‘Não sou menino!”.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Humorista Zelenski ganha a presidência na Ucrânia

Carregando imagem...

E o ator virou presidente. A Ucrânia decidiu neste domingo entregar as rédeas do país a Volodímir Zelenski, um cômico sem nenhuma experiência política. Com uma campanha centrada na luta contra a corrupção, um fardo que pesa sobre o país, e contra o sistema, Zelenski, de 41 anos, arrebatou a presidência do veterano Petro Poroshenko. E, segundo as sondagens de boca de urna, arrasou com um 72,7%. O ator, que soube enganchar os eleitores ao ritmo e ao tom de show de sua campanha, tirou vantagem desse barulho e se fez com o voto do desencanto com a elite política e a oligarquia ucraniana. Zelenski liderará o último país em guerra da Europa, um país estratégico geograficamente, marcado pela tensão com a Rússia.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

‘Não há liberdade, na Nicarágua estamos em uma ditadura’

Carregando imagem...

Pedir um nacatamal − prato típico da Nicarágua à base de milho, carne, legumes e arroz que se cozinha envolto em folhas de bananeira − quando acaba de sair do hospital depois de 16 dias de internação é, no mínimo, um sinal de força. E estar lendo três livros ao mesmo tempo é um sinal de lucidez. O típico mau humor garante que Ernesto Cardenal, poeta, sacerdote, revolucionário, continua em forma aos 94 anos, em plena Quinta-Feira Santa.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais