Guerras de alfabetização

:: Educação :: Folha de São Paulo em 22/03/2019 02:47 ::

Da tresloucada história do hino nacional ao recém-anunciado comitê pela pureza ideológica do Enem, as iniciativas do MEC sob o governo Bolsonaro foram um desastre. Mas, como até um relógio (analógico) parado fica certo duas vezes por dia, sinto-me no dever de elogiar a proposta do ministério de priorizar o método fônico na alfabetização de crianças. Leia mais (03/22/2019 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais