O crime é sério

Visto 3 vezes

:: Janio de Freitas em 14/03/2019 02:50 ::

Menos atraente, mas não menos importante, a descoberta involuntária do estoque de armas de combate, em seguida à prisão do matador de Marielle Franco, lança sobre a polícia e as promotoras do caso o primeiro efeito. Inutiliza o seu argumento de que Ronnie Lessa agiu “por repulsa à atuação política da vereadora”, sob impulso da obsessão contra “pessoas que se dedicam às causas das minorias”. Para dar consequência fatal à alegada obsessão, Ronnie Lessa, ou qualquer outro, não precisaria de 117 fuzis do conceituado modelo M-16. E nem é certo que o depósito encontrado seja o único. Leia mais (03/14/2019 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais