A violência do trânsito que mata e fere

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

Em 2018, tivemos em Juiz de Fora 355 atropelamentos. Dezesseis pessoas mortas, 1,33 vida por mês. Mas, no trânsito, ninguém deveria morrer ou se ferir. É o que preconiza o programa “visão zero” do governo sueco para um trânsito seguro.

Na manhã do dia 1º de dezembro, aos 68 anos de idade, o senhor José Sebastião foi violentamente atropelado na Avenida Rio Branco e morreu no local do acidente. Há dez anos, três vezes por semana, ele enfrentava o calvário das sessões de hemodiálises – processo de purificação do sangue por filtragem mecânica – procedimento necessário para se manter vivo, em razão de deficiência renal.
Continue lendo “A violência do trânsito que mata e fere”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Meta comum

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

O fechamento de uma loja de varejo do porte do Makro, depois de 15 anos em Juiz de Fora, e o silêncio em torno de projetos como o da M. Dias Branco, certamente, são frutos do impasse econômico que se estabeleceu no país nos últimos anos, mas é fundamental que os agentes políticos e econômicos da cidade e da região estejam atentos, a fim de evitar o êxodo de outros projetos e a recusa dos que tenham planos de aqui se instalar. No caso da M. Dias Branco, o principal entrave teria sido a omissão do Governo estadual no cumprimento da proposta de fazer uma via de acesso da fábrica à rodovia.
Continue lendo “Meta comum”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Para começar

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

Para começar, a boa vontade basta, diz o popular. Mas, para realizar bem a empreitada que se propõe ou que a vida destina, somente a boa vontade não é o suficiente. É necessário direcionar, aprender ao máximo sobre a tarefa a ser realizada, tendo nas Leis de Deus, oriundas de Jesus, parâmetros de nossas ações. Dessa maneira, o tempo, os resultados e as consequências, infalivelmente, serão construtivos e benéficos a todos e ao ambiente em que se vive.

Assim, pode-se concluir de pronto que o desejo, os sonhos e a vontade pessoal pouco valem sem que haja uma ação efetiva e profícua.
Continue lendo “Para começar”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Cuidados com a palavra

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

O governador Romeu Zema, em entrevista à GloboNews, na manhã dessa sexta-feira (4), disse que fará o possível e o impossível para pagar o 13º salário dos servidores, mas observou que será parcelado, pois não há recursos no caixa para resolver a pendência deixada pela gestão anterior. Faz sentido, mas o governador e qualquer outra autoridade devem estar atentos às palavras, para evitar comprometimentos que não podem ser cumpridos. Na quarta-feira, o próprio Zema teria dito que não havia chances de o 13º ser pago no curto prazo, nem prazo para a sua solvência.

Ninguém desconhece a situação crítica dos entes federados.
Continue lendo “Cuidados com a palavra”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Feliz Ano Novo! De novo!

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

Hoje, para escrever sobre Ano Novo, me inspirei na fala de alguns autores que sabiamente nos dizem muito sobre a vida.

Começo com Carlos Drummond Andrade, que nos chama a atenção para a necessidade de vivermos um ano novo que mereça esse nome. Para isso, temos que merecê-lo, temos que fazê-lo novo. Não é fácil, mas ele nos motiva a tentar e experimentar de uma forma consciente. Porque para ele “É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre”.

Sempre é tempo de começar, ou recomeçar, como Drummond diz bem em seu poema de mesmo nome: “Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e o mais importante, acreditar em você de novo.” Acreditar que podemos fazer algo novo é muito estimulante e recarrega as nossas energias.

Para Érico Veríssimo, a vida começa todos os dias, e, segundo ele, quando vivemos fazendo de cada dia único e especial, somos felizes todos os dias.
Continue lendo “Feliz Ano Novo! De novo!”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Plano B de Guedes

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem razão ao apontar a reforma da Previdência como a pedra de toque da gestão Bolsonaro, pois, só a partir dela, é que se pode pensar em melhora dos índices do Governo, ora engessado por gastos cada vez maiores e uma receita estagnada diante do impasse na economia. A mudança será fundamental, ficando na dependência, agora, de como ela será implementada: aproveitando o texto já tramitando no Congresso, de iniciativa da gestão Temer, ou se vai começar tudo do zero. O bom senso indica aproveitar o que já foi aprovado.

Mas o ministro cometeu um deslize, durante a solenidade de posse, ao dizer que há um plano B, referindo-se à desindexação da economia.
Continue lendo “Plano B de Guedes”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Desafios à mesa

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

Os governos inaugurados no dia 1º de janeiro apresentaram um ponto em comum. Tanto na instância federal quanto nos estados, pregaram a união com os parlamentos, certos de que, sem apoio do Legislativo, boa parte de suas promessas não irá adiante. No caso do presidente Bolsonaro e no do governador Romeu Zema, que não fizeram qualquer tipo de barganha com a instância política, a alternativa é cobrar comprometimento dos deputados e senadores com as causas necessárias de mudança. Na sua primeira fala, o presidente defendeu os valores que levou para os palanques, como segurança, educação e combate ao viés ideológico da administração.

Em Minas, o empresário Romeu Zema, que para formar seu secretariado fez uma espécie de concurso, começa a ter o choque de realidade deixado pelo seu antecessor Fernando Pimentel.
Continue lendo “Desafios à mesa”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Pessoa idosa: mais visibilidade em 2019

:: TM Opinião em 07/01/2019 22:57 ::

Fim de ano. Início de um outro. Tempo de reflexões. Novas propostas. Outros planejamentos. Nessa direção, o que desejo compartilhar com você, aqui, prezado leitor, neste espaço, é sobre a relação da cidade com suas pessoas idosas, nesse ano de 2018 – que se despediu e que, para alguns, já foi tarde – com a presença de chuvas intermitentes, trazendo lama e prejuízo material; angústias e desesperos para a vida de moradores de regiões, até então, fora do mapa histórico de inundações e enchentes na “Manchester Mineira”.

De outra forma, apresento a seguinte questão: como é envelhecer em JF? Numa cidade que acolhe mais de 95 mil pessoas na denominada e desgastada expressão terceira idade.
Continue lendo “Pessoa idosa: mais visibilidade em 2019”

Compartilhe esta postagem nas redes sociais