Restaurante Universitário inicia campanha “Copo Zero”

Fonte: UFJF em 10/12/2019 às 20:00 h

Carregando imagem...

Para reduzir os prejuízos ambientais causados pela utilização dos copos plásticos e vasilhames retornáveis, o Restaurante Universitário (RU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) iniciou, nesta terça-feira,10, um processo pedagógico para que estudantes, professores e técnico-administrativos em Educação (TAEs) da Universidade adotem a utilização de suas próprias canecas. A proposta se ajusta à visão de uma Instituição com responsabilidade social e ambiental. A partir de janeiro, nenhum tipo de recipiente para esses fins será distribuído ou emprestado pelo RU.

Iniciativa visa substituição da distribuição de recipientes plásticos pelo uso de canecas dos próprios usuários do RU

A proposta para a substituição dos copos descartáveis e recipientes retornáveis por canecas pertencentes aos próprios usuários do RU segue uma linha educativa e as próximas ações acontecem nesta quinta-feira, 12, e na próxima semana, nos dias 16 (segunda), 18 (quarta) e 20 (sexta), quando o restaurante não irá disponibilizar recipientes para acesso a suco, água, café ou qualquer outro tipo de líquido oferecido durante as refeições.

Aceitação positivaA aceitação dos usuários foi bastante positiva e não houve transtorno.
Continue lendo “Restaurante Universitário inicia campanha “Copo Zero””

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Mulher atirando com fuzil em vídeo não é Greta, mas engenheira sueca

Fonte: Ciência :: Folha de São Paulo em 10/12/2019 às 20:00 h

O vídeo de uma mulher atirando com um fuzil usado para prática esportiva está sendo compartilhado como se mostrasse a ativista sueca Greta Thunberg. Apesar das semelhanças, a gravação na verdade mostra uma mulher chamada Emmy, que também é da Suécia e confirmou ao Comprova ser a pessoa que aparece no vídeo.
… (12/10/2019 – 17h41)

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Vendas em supermercados crescem 4,61% na Zona da Mata

Fonte: Tribuna de Minas | Tribuna em 10/12/2019 às 19:30 h

A Zona da Mata registrou crescimento de 4,61% nas vendas do setor supermercadista em outubro ante setembro. O resultado foi o segundo melhor entre as regiões do estado, atrás apenas do Triângulo (4,65%), e é superior à média verificada em Minas Gerais (4,26%). Os dados são da pesquisa mensal Termômetro de Vendas, realizada pela Associação Mineira de Supermercados (Amis), e estão deflacionados pelo IPCA, medido pelo IBGE.

Ainda de acordo com a análise por regiões, a área Central cresceu 4,34% no mesmo período. Em seguida estão Sul (4,05%); Centro-Oeste (3,94%); Rio Doce, Mucuri e Jequitinhonha (3,84%); e Norte (3,82%).

O desempenho do setor supermercadista mineiro em outubro deste ano comparado ao mesmo mês de 2018 revelou crescimento de 8,5%. ‘No ano passado, por motivo das eleições presidenciais em dois domingos, o setor não pôde vender bebidas alcoólicas, categoria responsável por puxar as vendas de diversos itens’, destacou a assessoria da Amis.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

INSS cancela mais de 30 mil benefícios em Minas Gerais

Fonte: Tribuna de Minas | Gracielle Nocelli em 10/12/2019 às 19:30 h

Um total de 30.710 benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Minas Gerais foram cancelados. Com a medida, o órgão estima economia anual de R$ 273 milhões apenas no estado. Os cancelamentos ocorreram após uma ação de ‘pente-fino’, realizada em todo o país, para identificar indícios de fraude e irregularidades. Os números relativos a Juiz de Fora não foram informados. Os beneficiários que não concordarem poderão recorrer da decisão.

No âmbito nacional, mais de 261 mil benefícios foram cessados ou suspensos, o que, segundo o INSS, deve gerar uma economia de R$ 4,3 bilhões por ano. Dentre as irregularidades mais comuns identificadas estavam o recebimento indevido de Benefício de Prestação Continuada (BPC) por servidores públicos, além do pagamento de benefícios para pessoas falecidas ou que tinham renda familiar superior ao limite estipulado.

Para a assessoria do INSS, a descoberta do recebimento indevido do BPC merece destaque na atuação antifraude.

Clique aqui para ver esta matéria na íntegra.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais